Fonte: OpenWeather

    DESEMPREGADOS


    Em Iranduba, jovens sem oportunidades de trabalho relatam dificuldades

    Os jovens irandubenses não encontram oportunidades no mercado de trabalho no município e, sem auxílio da Prefeitura, buscam formas para ajudar financeiramente nas contas de casa.

    Os jovens do município relatam dificuldades para conseguir um emprego. | Foto: Divulgação

    Iranduba (AM) - Com a abertura da ponte Phelippe Daou, conhecida sobre “Ponte sobre o Rio Negro”, ligando Manaus a Iranduba, era de se esperar que abrissem mais oportunidades para os moradores da região metropolitana que estão do outro lado do rio. No entanto, não é o que acontece.

    Mesmo com a facilidade de ir à capital em poucos minutos, que a ponte proporciona aos irandubenses, os jovens do município relatam dificuldades para conseguir um emprego.

    Um dos que vive essa realidade, é Caio Martins, de 22 anos, que revela os obstáculos que teve ao terminar o ensino médio e se ver sem condições de pagar uma faculdade, como salário que recebe. “Eu terminei o ensino médio com 19 anos e não faço faculdade. Não tem como eu fazer porque preciso de dinheiro e o emprego que tenho aqui não dá para pagar a mensalidade”, relata.

    "

    O meu sonho é ser enfermeiro, mas para isso preciso estudar. Comecei a trabalhar aos 14 anos ajudando em um comércio e desde então é dessa forma que consigo ajudar minha família. Se a prefeitura abrisse outras portas, eu com certeza iria trabalhar em Manaus "

    Caio Martins, de 22 anos, morador de Iranduba.

    Facção como alternativa no município

     

    Cidade não oferece oportunidades para o desenvolvimento dos jovens.
    Cidade não oferece oportunidades para o desenvolvimento dos jovens. | Foto: Divulgação

    A educação é um fator que muda a vida de uma pessoa. Se houver boas políticas públicas promovidas pelo poder executivo, principalmente voltadas para o setor educacional, a realidade dos moradores do município seria outra.

    Sem oportunidades na educação, muitos jovens procuram outras alternativas para sobreviver. E uma dessas possibilidades, infelizmente, é a vida no tráfico de drogas. Extremamente arriscada e criminosa, é uma realidade “fácil” para muitos jovens do Brasil.

    Em Iranduba, a realidade não é diferente. O crime explodiu na cidade, principalmente nos últimos meses, e todos eles ligados ao tráfico de drogas. Muitos morreram e a maioria eram jovens. Pessoas que tinham sonhos e pela falta de oportunidades, encontraram a solução no dinheiro fácil da vida no crime.

    Um dos bairros de Iranduba que é considerado “área vermelha”, é o Cidade Nova, local já foi cenário de muitos crimes. Para não entrar no mundo do crime, o jovem morador do local, João Pedro, de 24 anos, encontrou uma outra maneira honesta para conseguir ajudar no sustento de sua família, trabalhar como feirante.

    O jovem relata que terminou os estudos e ainda sonha em ter o seu próprio negócio. No entanto, a falta de oportunidades no município colabora para que isso seja ainda mais difícil.

    Falta de investimentos no futuro dos jovens

     

    Sem oportunidades na educação, muitos jovens procuram outras alternativas para sobreviver em Iranduba.
    Sem oportunidades na educação, muitos jovens procuram outras alternativas para sobreviver em Iranduba. | Foto: Divulgação

    O feirante acredita que se houvesse um investimento da Prefeitura de Iranduba em um projeto que promovesse empregos em conjunto com empresas de Manaus, além do transporte do município até a capital, ia ser bom para os jovens que não enxergam muitas possibilidades de crescer no município.  

    "

    Terminei meus estudos e sonho em ter meu próprio negócio. Hoje sou ajudante de feira não porque eu gosto, mas porque preciso. Com certeza se tivesse um investimento da prefeitura de Iranduba, minha vida seria outra. Se tivesse projetos que promovessem empregos com empresas de Manaus e eles pagassem o transporte, ia ser bom para gente que não vê muitas coisas no futuro "

    João Pedro, de 24 anos, morador de Iranduba.

    A falta de oportunidades cria uma realidade paralela para os jovens do município que poderiam viver de outra maneira. No entanto, a falta de investimentos por meio do poder executivo reflete na vida deles.

    Leia mais: 

    Universitário de Iranduba viaja 4 horas para estudar em Manaus

    Justiça determina interdição de carceragem em delegacia de Iranduba

    Prefeito de Iranduba chama escola de comunitários de ‘chiqueiro'