Fonte: OpenWeather

    Ação social


    Em Manaus, dependentes químicos recebem atendimento gratuito

    Mobilização contou com serviços como atendimento psicológico, médico, jurídico, fisioterapêutico, entre outros

     Os servidores do DPV também realizaram uma blitz de panfletagem para conscientizar a população sobre o “Setembro Amarelo”
    Os servidores do DPV também realizaram uma blitz de panfletagem para conscientizar a população sobre o “Setembro Amarelo” | Foto: Divulgação/SSP-AM

    MANAUS (AM) - Com o intuito de oferecer apoio aos dependentes químicos e ajudá-los a ter uma nova oportunidade de vida, a Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), em parceria com o Instituto Asas pela Amazônia, realizou, na tarde de sábado (25), uma ação social com atendimentos especializados. A mobilização aconteceu na Praça dos Remédios, na rua Miranda Leão, Centro Histórico de Manaus. Ao todo, 250 pessoas foram atendidas pelas equipes. 

      A ação social segue determinação do secretário de Segurança, general Mansur, de intensificar o trabalho preventivo e também de auxiliar pessoas que buscam atendimento terapêutico para se livrar do vício das drogas. A iniciativa está inserida nas propostas do programa Amazonas Mais Seguro, criado pelo governador Wilson Lima.  

    De acordo com a coordenadora da ação pela SSP-AM, Ingrid Carvalho, os servidores realizaram o cadastro para viabilização de internação de dependentes químicos, juntamente com o atendimento psicológico e auxiliaram na emissão de carteiras de identidade. 

    "

    Trouxemos a equipe para viabilizar a questão da identificação das pessoas em situação de vulnerabilidade e a população de forma geral. Escolhemos essa praça por ser um lugar com alto índice de dependentes químicos e em situação de rua, inclusive sem documentação alguma "

    Ingrid Carvalho, coordenadora da ação

     

    Outros serviços 

    Além do atendimento para dependentes químicos, a ação social contou com serviços como atendimento psicológico, médico, jurídico, fisioterapêutico, entre outros. 

    Herysson Alves, de 35 anos, levou a filha, de sete anos, para a emissão da 1ª via do Registro Geral (RG). Segundo ele, após a pandemia, tudo ficou de difícil acesso. Através da ação, ele pôde dar celeridade na documentação da filha. 

    “É uma ação importante para a população que muitas vezes não tem acesso rápido a esse tipo de serviço. A pandemia também atrapalhou um pouco. É a primeira identidade da minha filha, estou saindo satisfeito”, disse Herysson. 

     Os servidores do DPV também realizaram uma blitz de panfletagem para conscientizar a população sobre o “Setembro Amarelo”, mês marcado pelo Dia Mundial de Prevenção do Suicídio. A panfletagem tem como objetivo orientar as pessoas na identificação e prevenção de possíveis casos de suicídio. 

    *Com informações da assessoria  

    Leia mais:  

    Projeto "Acolhe-DOR" promove evento para falar sobre saúde mental

    Vereador solicita convênio para tratar dependentes químicos em Manaus

    Atendimentos a usuários de drogas em crise aumentam durante pandemia

    <<<<<<< HEAD ======= >>>>>>> e5a666b371d90e4920345db9572e28a6ed1fabe8