Fonte: OpenWeather

    Cooperação


    Manaus fará intercâmbio com Nápoles em programa internacional

    A semelhança entre os centros históricos das duas cidades irá gerar uma série de ideias inovadoras para desenvolvimento de Manaus.

     

    Durante a apresentação, com a participação de líderes e coordenadores do programa de intercâmbio, foram exibidas experiências da primeira edição do IURC, citando a parceria entre Boston (EUA) e Lion (França).
    Durante a apresentação, com a participação de líderes e coordenadores do programa de intercâmbio, foram exibidas experiências da primeira edição do IURC, citando a parceria entre Boston (EUA) e Lion (França). | Foto: Semcom

    Manaus - Manaus, considerada a metrópole da Amazônia, fará intercâmbio urbano com a cidade italiana de Nápoles, por meio do programa de Cooperação Urbana e Regional Internacional (IURC). Para a parceria, o Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb), participou do lançamento oficial da cooperação entre cidades do mundo e a União Europeia, em evento on-line nesta terça-feira (28). 

    O Programa Internacional de Cooperação Urbana (IURC) é um projeto global que apoia cidades de diferentes regiões com intuito de compartilhar soluções para desafios comuns no desenvolvimento urbano sustentável e no combate às mudanças climáticas.

     

    Cidade de Nápoles, na Itália
    Cidade de Nápoles, na Itália | Foto: Divulgação

    Napoles é a terceira maior cidade italiana, depois de Roma e Milão e tem afinidades com Manaus. O centro histórico de Nápoles é inscrito na Lista do Patrimônio Mundial da Unesco e é um dos maiores e mais antigos da Europa..Nesse programa, cidades se associam para abordar  os desafios do desenvolvimento sustentável das suas regiões, incluindo setores privados, financeiros e as instituições públicas e acadêmicas. 

    Manaus fará reunião com Nápoles

    No próximo dia (05), Manaus terá a primeira reunião com a cidade de Nápoles, com a finalidade de abordar a atuação urbanística, social e de transformação, com foco na renovação do espaço urbano, meio ambiente e sustentabilidade. Também serão pensadas as economias na região central da capital amazonense, bem como sua ligação com a água, por meio dos maiores rios da Amazônia.

    Nápoles passou por algumas reestruturações, com foco no alinhamento entre área urbana contemporânea, antiga e histórica, criando mais relações de convivência de espaços, principalmente os próximos à água, como o mar Tirreno. 

    Com similaridades como um centro histórico vivo, não musealizado, necessidades de restauros arquitetônicos, conservação, substituição de edificação, criação de espaços livres, os chamados "standards urbanísticos”, entre outros, Nápoles e Manaus vão desenvolver uma abordagem produtiva e para transformar o espaço urbano, sem perder valores, mas sim transformá-los em centros econômicos e de convívio social.

    Durante a apresentação, um dos chefes de cooperação de políticas externas e diretor para as Américas, Mario Mariani, disse estar muito contente de fazer parte desta etapa do projeto e de trabalhar com as comunidades locais e com os cidadãos, dimensionando interesses comuns. “Buscamos abrir a rede a fim de alcançar mais cidades e regiões que não fazem parte do programa hoje, e fazer com que essas localidades sejam mais sólidas em relação à troca de conhecimento”, comentou.

     

    Durante a apresentação, um dos chefes de cooperação de políticas externas e diretor para as Américas, Mario Mariani, disse estar muito contente de fazer parte desta etapa do projeto e de trabalhar com as comunidades locais.
    Durante a apresentação, um dos chefes de cooperação de políticas externas e diretor para as Américas, Mario Mariani, disse estar muito contente de fazer parte desta etapa do projeto e de trabalhar com as comunidades locais. | Foto: Semcom

    Programa

    Manaus é uma das cidades do Brasil selecionada para integrar a segunda fase do programa internacional da Comissão Europeia. Não há custo para participar das ações internacionais e o financiamento das atividades é feito pela União Europeia.

    Projeto

    Conforme o projeto, as cidades escolhidas para o IURC receberão apoio para planejar, projetar, diagnosticar, criar soluções e gerir práticas urbanas com desenvolvimento de planos de ações locais e projetos-pilotos para alcançar resultados. Uma plataforma de troca de conhecimentos será estabelecida com recursos e melhores práticas sobre a superação de barreiras específicas no urbanismo.

    * Com informações da assessoria

    Leia mais: 

    Ufam estuda mandioca, cupuaçu e babaçu como fontes de energia elétrica

    Branding para cidades é tema de 2º evento da Abradi em Manaus

    ‘Ponta Negra deve ser aberta neste sábado’, diz prefeito de Manaus