Fonte: OpenWeather

    SETOR PRIMÁRIO


    Ações do programa InovaSocioBio são realizadas em Tefé e Alvarães

    O foco da missão foi mapear iniciativas das redes de conhecimentos produtivos locais e alinhar projetos futuros

     

    O encontro reuniu 50 comunitários de 11 comunidades da Flona.
    O encontro reuniu 50 comunitários de 11 comunidades da Flona. | Foto: Divulgação/Sedecti

    Manaus (AM) - Desenvolvendo ações do Programa InovaSocioBio, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti) realizou uma oficina, reuniões e articulações junto a organizações de base, órgãos municipais e instituições locais nos municípios de Tefé e Alvarães.

    A missão foi realizada por meio da Secretaria Executiva de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) e resultou em agendas de compromissos voltados para a consolidação de projetos conjuntos para a região.

    O InovaSocioBio é um programa para o fortalecimento das redes de conhecimentos produtivos da sociobiodiversidade no estado do Amazonas, e tem como objetivo promover a inovação e a bioeconomia para as cadeias de valor da castanha-do-Brasil, do pirarucu selvagem, guaraná nativo, meliponicultura e silvicultura, pautada na ciência e na tecnologia visando a interiorização do desenvolvimento econômico do estado.

    Para a missão, a equipe da Secti contou com a presença da coordenadora do programa InovaSocioBio, Lilia Assunção, e da gerente de Extensão e Inovação Tecnológica, Karoline Barros.

    O primeiro compromisso da agenda foi na reunião de construção da Marca Coletiva Flona Tefé (Floresta Nacional de Tefé), voltada a dar visibilidade a novos mercados para os produtos da Associação dos Produtores Agroextrativistas da Floresta Nacional de Tefé e Entorno (Apafe), como a farinha e seus derivados, pólen, mel, castanha e óleos de andiroba e copaíba, naquela localidade.

    O encontro reuniu 50 comunitários de 11 comunidades da Flona.

    Ainda em Tefé (a 523 quilômetros de Manaus), a equipe da Secti promoveu a oficina “Elaboração de Projetos para as Cadeias Produtivas da SocioBiodiversidade Amazônica da região de Tefé e Alvarães”.

    A iniciativa aconteceu no auditório da Secretaria Municipal de Educação de Tefé, onde a coordenadora Lilia Assunção explanou sobre o InovaSocioBio para as organizações de base e órgãos públicos de Tefé e de Alvarães, além de instituições de Ensino, Ciência e Tecnologia.

      A oficina contou com metodologias participativas, sendo levantadas as principais atividades produtivas desenvolvidas na região e suas prioridades, além da criação da formação de grupos de trabalhos para entender as oportunidades, desafios e atores.  

    As atividades produtivas trabalhadas foram castanha, pirarucu, farinha, meliponicultura, frutas e viveiros e mudas.

    Para a coordenadora do Programa InovaSocioBio, Lilia Assunção, a missão foi de grande importância para desenvolver a região.

    "

    Foi muito produtiva a missão na região de Tefé e Alvarães. Reconhecer os atores e as capacidades locais é de fundamental importância para implementar projetos adequados à realidade, e, assim, fortalecer as redes de conhecimentos produtivos dos produtos da sociobiodiversidade, promovendo a bioeconomia local. "

    Lilia Assunção, coordenadora do Programa InovaSocioBio

     

    Alvarães

    No município de Alvarães (a 531 quilômetros da capital), a equipe se reuniu com representantes da Secretaria Municipal de Produção e Meio Ambiente para a construção de uma agenda conjunta visando o desenvolvimento de metodologias, diagnóstico e mapeamento de potencial produtivo naquele município.

    Na oportunidade, as representantes da Sedecti visitaram a comunidade Porto Nazaré, que realiza o monitoramento das praias para a preservação da desova de quelônios.

    O trabalho é realizado pelos agentes ambientais voluntários da comunidade que contam com potencial de turismo de base comunitária.

    A equipe finalizou a missão com a agenda de “Sementes, Mudas e Viveiros” que teve a parceria do Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá (IDSM), além da presença de representantes do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas (Ifam), do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e da Secretaria Municipal de Meio Ambiente que apoiaram toda as ações.

    Na oportunidade, foram realizados alinhamentos de ações para as áreas de Ensino, Pesquisa e Extensão na promoção de viveiros para análise de espécies da área de várzea e sistemas agroflorestais.

    Outros alinhamentos trataram de recuperação de áreas degradadas, enriquecimento de áreas com espécies de interesse econômico e arborização urbana.

    Uma visita aos viveiros das instituições também fez parte da programação. A missão ocorreu no período de 13 a 16 de setembro.

    Para saber mais sobre o Programa InovaSocioBio, basta acessar: http://www.sedecti.am.gov.br/projeto-inova-socio-bio/.

    Leia mais:

    Fórum que atrairá negócios para a região amazônica ocorre em junho

    Cadeias da castanha, guaraná e pirarucu receberão incentivos no AM

    Caravana da Sedecti para promover Rede Rhisa chega ao sul do Amazonas