Fonte: OpenWeather

    Agressão


    Motoboy é hostilizado em condomínio de luxo em Manaus, veja vídeo

    Na tarde desta quarta (17), dezenas de motoboys promoveram um "buzinaço" na porta do residencial onde ocorreu o caso

     

    O caso aconteceu na Zona Centro-Sul de Manaus
    O caso aconteceu na Zona Centro-Sul de Manaus | Foto: Reprodução

    MANAUS (AM) - Um motoboy identificado como Douglas Júnior, de 23 anos, foi agredido pelo empresário Pedro Girardi, enquanto fazia a entrega de um pedido de comida, na noite de terça-feira (16), em um condomínio de luxo, no bairro Chapada, Zona Centro-Sul de Manaus.

    A agressão foi registrada por meio de uma gravação feita pelo próprio Douglas. No vídeo, que viralizou nas redes sociais nesta quarta (17), é possível ver o empresário puxando abruptamente o celular da mão do entregador. Em seguida, o cliente acerta um golpe no motorista que alega ter sido ameaçado de levar um tiro do empresário em razão de ter deixado a refeição na frente da porta da casa dele.

      Durante a gravação, o entregador diz que vai chamar a polícia e pede para que o empresário se afaste, mas Pedro acaba pegando a bolsa que armazena as comidas, e a arremessa para longe.  

    Ao EM TEMPO, Douglas Júnior afirmou que a confusão começou porque ele colocou os pés na calçada da mansão do cliente.

    "

    Ele se incomodou porque não queria que eu entrasse na casa dele para deixar o pedido, sendo que foi a mulher dele que pediu para que eu deixasse o pedido lá na porta e foi o que eu fiz. Mas ele acabou se incomodando comigo e começou a me ameaçar de tiro, começou a me bater e arremessou a minha bolsa "

    , disse o entregador.

     

    Douglas  também relatou que recebeu uma mensagem da mulher do empresário, na qual ela alega que o marido estava sofrendo abstinência de um remédio controlado que tomava e que por isso estava alterado.

    “Eu me sinto na responsabilidade de representar a minha categoria dos motoboys. Que seja feita a justiça e que sirva de exemplo para que outras pessoas não cometam esses erros com os motoboys, pois também somos trabalhadores”.

    Para a equipe de reportagem do EM TEMPO, a mulher do empresário afirmou que eles irão consultar os advogados, antes de responder questões relacionadas ao caso.

    Mobilização de motoboys

    Em resposta ao caso, dezenas de motoboys realizaram uma manifestação, na tarde desta quarta (17), e promoveram um “buzinaço” como protesto ao morador que ameaçou Douglas.

     

    Motoboys realizaram protesto na tarde desta quarta (17)
    Motoboys realizaram protesto na tarde desta quarta (17) | Foto: Reprodução

    O ato tomou conta da entrada do condomínio, e não houve registro de incidentes. 

    Confira o vídeo:

    Capa do Vídeo
    | Autor:
     


    Agressão revoltou o país

    Em agosto do ano passado, outro caso de violência verbal contra um entregador, ocorrido no interior de São Paulo, também causou revolta. Na ocasião, um motoboy identificado como Mateus é agredido verbalmente por um morador de um condomínio de luxo. Em vídeo que registrou o caso, um homem branco pergunta ao trabalhador quanto ele ganha por mês, e o ofende dizendo que Mateus teria inveja da condição social dos moradores do condomínio. Em dado momento, ele aponta para sua pele e diz: “Você tem inveja disso, morou?”

    Mateus, que no início do vídeo se mantém de cabeça abaixada, reage às agressões, dizendo que o morador não o conhece, muito menos sabe de sua condição social.

    Renda em queda

    Além de lidar com as constantes formas de agressão, os entregadores de alimento por aplicativo também precisam enfrentar a redução progressiva de sua renda. Segundo os dados do estudo Condições de trabalho de entregadores via plataforma digital, a jornada de trabalho dos entregadores cresceu durante a pandemia da Covid-19. Por outro lado, a renda não acompanhou esse aumento. Conforme o estudo, cerca  de 58,9% dos entrevistados percebeu uma diminuição nos rendimentos.

    Leia Mais  

    Em Manaus, homem é morto a tiros em frente ao filho

    Entregador morto após corte com linha de cerol sonhava em ser advogado

    Cresce número de motociclistas mortos no trânsito de Manaus


    Comentários