Fonte: OpenWeather

    Imunização


    Manaus tem 52 pontos de vacinação contra a Covid-19 nesta semana; veja

    A partir de quinta-feira (25), voltam a funcionar os pontos de vacinação em outros seis centros de compras: Via Norte, Manauara, Sumaúma, Plaza, Grande Circular e Ponta Negra

     

    | Foto: Divulgação/Semsa

    Manaus (AM) - A vacinação contra a Covid-19, nessa semana de 22 a 26 de novembro, será em 52 pontos distribuídos pela cidade. Além das unidades de saúde da Prefeitura de Manaus, haverá atendimento na feira Manaus Moderna, nos locais classificados como estratégicos, incluindo o retorno dos pontos do Sambódromo e do Studio 5 Centro de Convenções, além de dois shoppings, o Millenium e o São José.

    A partir de quinta-feira (25), voltam a funcionar os pontos de vacinação em outros seis centros de compras: Via Norte, Manauara, Sumaúma, Plaza, Grande Circular e Ponta Negra.

    Os endereços e horários de funcionamento de cada um dos locais estão disponíveis no site da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), no link https://bit.ly/localvacinacovid19. Mais informações sobre a vacinação podem ser consultadas nas redes sociais oficiais da Semsa: @semsamanaus, no Instagram, e Semsa Manaus no Facebook, e também nos canais oficiais da Prefeitura de Manaus. 

    Até sexta-feira, 26/11, a Semsa segue executando a “Megavacinação”, campanha iniciada no último dia 20, com foco na segunda dose e dose de reforço. Além dessas, os pontos de vacinação também oferecem a primeira dose.

    Em Manaus, o número de pessoas que já passaram dos intervalos para receber a segunda dose, de acordo com o Sistema Municipal de Vacinação (SMV); neste domingo, era de 352.462, dos quais 60.635 da CoronaVac; 61.468 da AstraZeneca e 230.359 da Pfizer. O grupo de faixa etária a partir dos 18 anos é o que concentra os maiores quantitativos, sendo 223 mil da Pfizer, 57 mil da AstraZeneca e 54 mil da CoronaVac.

    O Vacinômetro municipal indica que mais de 142 mil doses de reforço já foram aplicadas até hoje.

    A secretária municipal de Saúde, Shádia Fraxe, orienta a quem tomou a primeira dose que consulte a plataforma Imuniza Manaus (https://imuniza.manaus.am.gov.br), porque houve alteração nesses intervalos. “Seguindo a orientação do Ministério da Saúde, passamos a considerar prazos menores para a segunda dose da vacina AstraZeneca, que diminuiu para 56 dias, e da Pfizer, cuja redução foi para 21 dias. Tenho certeza que muita gente ainda está se baseando pelo que está pré-agendado no cartão de vacinação. Portanto, faço esse alerta para que consultem o nosso sistema e veja se já não pode ir tomar a segunda dose e concluir o esquema vacinal”, sugere.

    A titular da Semsa lembra, ainda, que 170 mil pessoas não foram tomar a primeira dose da vacina e apela para que busquem iniciar a imunização o quanto antes. “Esse número de pessoas que não estão com nenhum tipo de proteção corresponde a 9,5% da população vacinável, que é a parcela da população que pode receber a vacina. Se formos considerar a população geral estimada, o percentual é de 7,6%. Podem parecer números baixos, mas em termos de vacinação, eles têm uma importância considerável, por isso nossa preocupação em vacinar o máximo possível de cidadãos de nossa cidade”, destaca.

    Documentos

    Os documentos necessários para a primeira dose, no caso dos adolescentes de 12 a 17 anos, são identidade ou certidão de nascimento, CPF ou Cartão Nacional do SUS (CNS). Quem tiver 18 anos ou mais, precisa levar o documento de identidade original com foto, CPF e o comprovante de residência com cópia. Os menores de idade precisarão estar acompanhados pelo pai, mãe ou uma pessoa maior de 18 anos, que deverá assinar uma declaração de responsabilidade no verso da cópia do comprovante de residência.

    Para receber a segunda dose, basta apresentar o documento de identificação, o CPF e a carteira de vacinação com o registro da primeira dose. Quem tiver perdido a carteirinha pode comprovar pelo aplicativo Conecte Sus, que pode ser instalado no celular. Adolescentes de 12 a 17 anos deverão estar com os pais ou um responsável maior de 18 anos.

    Para a dose de reforço, no caso das pessoas a partir dos 18 anos, é preciso apresentar o documento de identidade, CPF e a carteira de vacinação com o registro das duas doses. O mesmo vale para os trabalhadores de saúde. Os imunossuprimidos devem consultar nos cards nas redes sociais da Semsa, o tipo de comprovação da condição de saúde que pode ser apresentado.

    *Com informações da assessoria