Fonte: OpenWeather

    Acidente em Cachoeira


    Corpo de homem que desapareceu em Cachoeira no AM é encontrado

    Reginaldo Lima Lobato desapareceu nas águas, após bater a cabeça em uma pedra na Cachoeira do Castanho, em Iranduba

     

    Reginaldo estava com amigos no local
    Reginaldo estava com amigos no local | Foto: Divulgação

    Iranduba (AM) - Após buscas realizadas por equipes do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas,  o corpo do autônomo Reginaldo Lima Lobato, de 47 anos, foi encontrado na noite de domingo (21), boiando na Cachoeira do Castanho, no município de Iranduba (distante 27 quilômetros em linha reta de Manaus). Ele havia desaparecido na tarde do mesmo dia. 

    Conforme testemunhas, a vítima e um grupo de amigos estavam tomando banho no local, quando Reginaldo foi mergulhar e acabou batendo a cabeça. 

    A vítima ainda boiou, após se ferir, mas depois desapareceu nas águas. O local tem profundidade estimada em sete metros. O acionamento aos bombeiros foi realizado por volta das 13h. 

    No entanto, apenas pelo período noturno, por volta das 20h, o corpo foi encontrado e entregue à equipe do Instituto Médico Legal (IML). O caso será investigado pela Polícia Civil.

    Cachoeiras são perigosas

    As cachoeiras são algumas belezas da natureza. No entanto, a inconstância das águas e um momento de falta de atenção podem ser um risco à vida.  

    No último dia 2 de setembro, um turista perdeu o equilíbrio, escorregou da corda de segurança e caiu nas fortes águas correntes da Cachoeira do Mutum, situada no quilômetro 54 da rodovia estadual AM-240. Ele morreu afogado. 

    O turista Daniel Canal Mendes, 43 anos, estava acompanhado de uma amiga que, ao ver ele tentando se salvar, gritou por socorro. Banhistas fizeram o possível para resgatar Daniel, mas, após alguns minutos, já o encontraram sem vida.