Fonte: OpenWeather

    Covid-19


    Com aumento de casos de covid-19, Amazonas se aproxima da fase laranja

    Segundo a FVS, nos últimos 14 dias, houve aumento na média diária de casos da infecção em todo o estado

     

    FVS fez o alerta nesta quarta (8)
    FVS fez o alerta nesta quarta (8) | Foto: Reprodução

    Manaus (AM) - O Amazonas segue na fase amarela (baixo risco), mas se aproxima da fase laranja (risco moderado) na transmissão do novo coronavírus (SARS-CoV-2), segundo destaca o boletim da Situação Epidemiológica da Covid-19 no Amazonas, edição número 30 do ano 2, divulgado nesta quarta-feira (8).

      Segundo o boletim, houve um aumento na pontuação do estado a partir do cálculo de avaliação de risco de transmissibilidade do vírus de 8 pontos, em 11 de novembro, para 9 pontos em 6 de dezembro. O score é o limite para a fase amarela e se aproxima da fase laranja que é indicada de 10 a 14 pontos.  

    O cálculo é realizado com base na evolução da pandemia e a capacidade do sistema de saúde do Amazonas. Segundo a diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim, o novo score está relacionado ao aumento de casos registrados por Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) registrados nos últimos 14 dias, que inclui os casos graves de Covid-19.  

    Tatyana destaca que o Amazonas enfrenta o inverno amazônico, também conhecido como período chuvoso, que segue de novembro a maio. “Além do novo coronavírus, estão circulando vírus que podem levar a complicações clínicas e internações hospitalares. Por isso, é tão importante que todos façam uso das medidas preventivas à covid-19”, afirma a diretora-presidente da FVS-RCP.

    Entre os vírus que circulam o Estado nesse período chuvoso estão Influenza A e B, Vírus Sincicial Respiratório (VSR), Adenovírus, Parainfluenza, Coronavírus e Metapneumovírus.

    Especificamente sobre o cenário epidemiológico de covid-19, o boletim destaca que, nos últimos 14 dias, houve aumento na média diária de casos da infecção no Amazonas, aumentando de 24 para 32 casos por dia em Manaus e de 46 para 80 diários no interior do Estado.

      Manaus é responsável por 54% dos casos registrados em todo o Estado em 2021. Alguns municípios do interior apresentaram aumento no número de casos, destacando-se Jutaí (1.654 casos), Boa Vista do Ramos (447) e Autazes (309).  

    Outro aumento registrado foi identificado na taxa de incidência de Covid-19 em diferentes faixas etárias na comparação entre outubro e novembro. “Houve um aumento dos casos em todas as faixas etárias, principalmente entre os que tem 20 a 59 anos. No entanto, durante todo o período da pandemia, a incidência foi maior em pessoas de 60 anos ou mais”, afirma o diretor técnico da FVS-RCP, Daniel Barros.

    Já em relação às hospitalizações, nos últimos 14 dias, o boletim destaca que houve redução de 8% no número de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) ocupados por pacientes com Covid-19 na rede de saúde pública. Nos hospitais privados, houve variação de 40%. Nos leitos clínicos, houve variação de 16% no número de leitos clínicos ocupados por pacientes com Covid-19 nos hospitais da rede pública e redução de 66% na rede privada de Manaus.

    Nos últimos 14 dias, a média móvel diária de óbitos no Estado vêm apresentando estabilidade, com valores aproximados a 2 óbitos por dia. “As hospitalizações e óbitos permanecem estáveis. Há vários dias em novembro em que não foram registrados óbitos pela Covid-19 no Amazonas. Esses números baixos certamente se devem ao avanço da vacinação que protege contra o avanço da doença a casos mais graves e óbitos”, acrescenta o diretor técnico da FVS-RCP.

    Prevenção

    As medidas preventivas contra a Covid-19 continuam sendo as recomendações da FVS-RCP para enfrentar a pandemia: adesão à campanha nacional de vacinação contra a infecção, uso de máscara de proteção respiratória, higienização das mãos (com água e sabão e/ou álcool a 70%), distanciamento social e evitar aglomerações de pessoas.

    *Com informações da assessoria. 

    Leia mais 

    Governo suspende eventos com mais de 3 mil pessoas no AM

    Vacinas são eficazes contra a Ômicron, diz OMS

    Urgente: Governo suspende eventos com mais de 3 mil pessoas no AM