Fonte: OpenWeather

    Peixe-boi


    Ameaçado de extinção, população de peixes-bois volta a crescer no AM

    Entre as décadas de 1930 e 1960, o peixe-boi sofreu com uma intensa caça de carne e couro, que quase extinguiu a espécie

     

    Apesar de está aumentando, a espécie segue ameaçada
    Apesar de está aumentando, a espécie segue ameaçada | Foto: Divulgação

    Rio Purus (AM) - Sofrendo décadas com a iminência de ser extinto, o peixe-boi começa a demonstrar indícios de que está superando as ameaças e volta a se estabelecer nos rios da Amazônia. Uma pesquisa conduzida pela Reserva de Desenvolvimento Sustentável Piagaçu-Purus, no Amazonas, mostra alta ocupação da espécie vivendo em harmonia com comunidades humanas.

    Entre as décadas de 1930 e 1960, o peixe-boi sofreu com uma intensa caça de carne e couro, que quase extinguiu a espécie. Em virtude disso, foi criada uma lei em 1967 que proibia a caça do animal. Passados 54 anos, a medida começa a fazer efeito e a população ressurge com mais abundância nos rios. 

    De acordo com estudo, coordenado pelo biólogo e vice-presidente da Associação Amigos do Peixe-boi (Ampa), Diogo de Souza, os vestígios de alimentação nas plantas e fezes tornaram possível identificar que a ocupação de peixe-boi estava alta, nos 33 lagos estudados ao longo de 44 dias, durante a época de vazante/seca do rio Purus. 

    "

    A probabilidade de detecção e ocupação do peixe-boi nunca haviam sido estimadas, e foram consideradas alta no estudo. Este resultado pode sugerir uma recuperação da espécie dentro da área de estudo, conforme citado por moradores locais da área. "

    Diogo de Souza, Biólogo e vice-presidente da Ampa

     

    O que levou o aumento?

     

    Com os vestígios de alimentação nas plantas e fezes, foi possível identificar que a ocupação de peixe-boi estava alta
    Com os vestígios de alimentação nas plantas e fezes, foi possível identificar que a ocupação de peixe-boi estava alta | Foto: Divulgação

     O peixe-boi sempre foi considerado um animal emblemático, e por foi diversas vezes mencionado como fonte de alimento para inúmeras populações humanas da Amazônia. A exploração indiscriminada para o comércio, foi um dos fatores que contribuíram para que o animal fosse ameaçado de extinção. 

      No entanto, um dos fatores que contribuíram para que acontecesse a diminuição da caça da espécie foi a criação da Reserva do Piagaçu-Purus, em 2003. A conscientização e a sensibilização foi alguns das medidas que colaborou para que educasse a população pesqueira que vivia no local.  

    Além disso, o incentivo a prática de manejo pesqueiro, como a do pirarucu, por exemplo, colaborou para a recuperação do peixe-boi na área estudada. 

    "A redução da caça da espécie reportada pelos moradores após a criação da Reserva em 2003, aliado a esforços de sensibilização e educação ambiental de várias instituições e o inicio das práticas de manejo pesqueiro (por exemplo o manejo do pirarucu), parece ter refletido positivamente para a recuperação do peixe-boi na área de estudo, mas ainda não existem dados para confirmar a força desta tendência", informou Diogo.

    Coexistindo: peixes-bois e humanos

     

    Pesquisadores durante o estudo
    Pesquisadores durante o estudo | Foto: Divulgação

    É possível que os humanos possam viver no mesmo habitat que os peixes-bois? De acordo com o biólogo, a Reserva é um dos exemplos de que é possível. Pois o local foi criado justamente para a educação da população do local. 

    "

    Grande parte das comunidades da Reserva Piagaçu-Purus estão organizadas coletivamente para buscar caminhos que integrem conservação e manejo da fauna, [...] e os resultados sugerem que as atividades realizadas pelos moradores das comunidades estudadas não afetaram a ocupação do peixe-boi, com as mais altas estimativas de ocupação da espécie em locais próximos das comunidades. "

    Diogo de Souza, Biólogo e vice-presidente da Ampa

     

    Um dos principais fatos que o estudo também destaca é que características que comunidades humanas precisam, muitas vezes, são as que o peixe boi também precisa. Um exemplo é  a disponibilidade de terras férteis com grande conectividade de outros corpos d´água e próximas ao canal principal do rio Purus, local onde a espécie precisa.

    Como a espécie pode continuar a crescer?

    Apesar de um longo caminho ter sido percorrido, o peixe-boi da Amazônia segue classificado como ameaçado de extinção,  pois as ameaças humanas sobre a espécie e seu habitat ainda continuam existindo. 

    No entanto, ainda existem formas de evitar a extinção do animal e o aumento da população no Rio Purus é um ótimo indicio de que é possível. 

    Diogo destaca que é de extrema importância promover ações que sejam afim de garantir a proteção dos peixes-bois, principalmente em área que a caça é mais intensa.

    "A espécie segue sob o risco de extinção e muitas ações devem ser promovidas para garantir a proteção da espécie. É necessário a criação de um amplo programa de educação ambiental, com ênfase nas localidades onde a pressão de caça é mais intensa".

    O vice-presidente da Ampa ainda revela que ações informativas estão sendo bem sucedidas, e um exemplo é a orientação da libertação de peixes-bois em redes de pesca. 

    "Ações informativas junto as colônias de pesca têm sido efetivas para reduzir os emalhes acidentais de filhotes de peixe-boi em redes de pesca, bem como orientar os procedimentos para a soltura imediata dos animais", destaca.

    Uma outra informação que Diogo destaca é a proteção dos rios e lagos, que assim como são importantes para a saúde humana e bem estar, também são de extrema importância para os animais que vivem nesse ecossistema.

    "Também é importante que toda a população proteja os recursos hídricos, tão necessário para a nossa saúde e bem estar, assim como dos animais que vivem nos rios. Todas estas ações são efetivas e podem gerar resultados positivos para a conservação da espécie", finalizou.

    Leia mais: 

    Projeto quer evitar extinção do boto cor-de-rosa no Amazonas

    Devolvida para rios da Amazônia, peixe-boi reabilitada está grávida

    Polícia Militar resgata filhote de peixe-boi em Careiro da Várzea