tabatinga


Operação militar simula resgate no interior da Amazônia

Militares do Brasil, da Colômbia e do Peru, além de observadores de mais de 20 países participam

AmazonLog 2017 simula a criação de uma base militar multinacional humanitária em Tabatinga, cidade com tríplice fronteira. | Foto: Diego Caja

Na tarde de sexta-feira (10), a Força Aérea Colombiana realizou uma simulação de resgate como parte do Exercício de Logística Multinacional Interagências (AmazonLog 2017). A atividade simulou o resgate de pessoas para evacuação de um desastre natural na Ilha da Fantasia, localizada no rio Amazonas, território de fronteira colombiana.

O helicóptero B212 foi utilizado na operação e o preparo eficiente dos soldados colombianos foi um dos destaques. Para criar uma situação real, a atividade contou com a participação de civis que apresentaram diferentes contextualizações como ferimentos, desidratação e outras possíveis dificuldades decorrentes do tipo de emergência.

Leia também: Líderes da FDN podem retornar aos presídios do Amazonas

Com o alarme de desastre natural soando e indicando a necessidade de evacuação, aproximadamente 100 pessoas foram resgatadas com o uso de 5 botes de emergência. Alguns foram socorridos em macas e outros receberam água potável para compensar a possível desidratação. Ao chegar à terra firme, os resgatados eram encaminhados para as tendas médicas, onde recebiam assistência básica de enfermeiros.

Para realizar a busca de pessoas fora do alcance dos botes, o helicóptero B212 da Força Aérea Colombiana performou buscas no entorno da ilha. Equipado com um sistema de tanque de combustível externo, o veículo aéreo estava preparado para realizar operações de longa distância, com uma autonomia de até 4 horas.

Exercício de Logística Multinacional Interagências é realizado com mais de 20 países parceiros
Exercício de Logística Multinacional Interagências é realizado com mais de 20 países parceiros | Foto: Diego Caja

O general de Exército Geraldo Antônio Miotto, atual Comandante Militar da Amazônia (CMA) ressaltou a interação das diferentes forças militares em exercícios da AmazonLog. “Somos diferentes países, mas compartilhamos dos mesmos perigos e problemas, como desmatamento ilegal, mineração e narcotráfico. Assim como os problemas, também compartilhamos dos mesmos valores e missões”, destaca.

A mesma interação foi ressaltada pelo coronel colombiano Raul Parra, que acompanhou outros 100 soldados de Bogotá para os exercícios da AmazonLog. “Para a Colômbia tem sido muito importante participar neste exercício e demonstrar como a logística militar pode atender qualquer situação de desastre natural”.

Mais do que um exercício, as atividades do AmazonLog também trazem um importante intercâmbio de experiências entre os militares de diferentes países. De acordo com o representante da Defesa Civil da Colômbia, Miguel Perez, compartilhar este é um passo necessário para alcançar melhores resultados. “Esse tipo de simulação permite que possamos medir em capacidade que resposta podemos dar em situações de emergências humanitárias”, diz.

Militares do Brasil, da Colômbia e do Peru, além de observadores de mais de 20 países estão participando do exercício Amazonlog 17. Ele simula a criação de uma base militar multinacional humanitária em Tabatinga, cidade com tríplice fronteira.

Leia mais:

Homem que gravou vídeo estuprando criança em condomínio de luxo é preso em Manaus

Chefe do "Comando da 14' é baleado com 5 tiros em atentado na Zona Sul

Fuzis apreendidos na AM-70 seriam utilizados para resgatar preso no AM