Fonte: OpenWeather

    Bolsa de estudos


    Quer ganhar um curso de verão na Universidade de Cambridge?

    Concurso de redação de Cambridge oferece a estudantes de 13 a 18 anos a chance de fazer um curso de verão da universidade que já abrigou nomes ilustres como Isaac Newton e Charles Darwin

    Concurso é valido somente para alunos de 13 a 18 anos. | Foto: Pixabay

    Manaus - A Universidade de Cambridge recebe inscrições para o Cambridge Immerse Essay Competition até o dia 20 de janeiro. O concurso de redação dará a estudantes que tenham de 13 a 18 anos a oportunidade de fazer um curso de verão da universidade.

    A premiação do concurso cobre as taxas do curso escolhido e materiais de apoio. Despesas como passagens aéreas, visto e hospedagem ficam a cargo do participante. Os alunos que não forem escolhidos ainda poderão receber um vale-compras de £200 na Amazon.

    Os cursos de verão abrangem temas que vão desde veterinária até filosofia, passando por administração e relações internacionais. Cada curso é voltado para grupos de estudantes de uma faixa etária específica, então o candidato deve se inscrever para um programa adequado à sua idade. Confira a lista completa dos programas de verão neste link.

    Inscrições

    Para se candidatar, é necessário escrever uma redação com um dos temas exigidos no concurso. O texto deve ser redigido em inglês e deve ter 500 palavras, sem contar o título, com uma tolerância de 10% para cima ou para baixo. Ou seja: de 450 a 550 palavras. Os candidatos ao curso de escrita criativa podem escrever um texto de ficção e submetê-lo.

    A inclusão de referências ou bibliografia não é obrigatória, mas é recomendado pela universidade. Também se recomenda a inclusão de imagens, diagramas, tabelas e outros elementos visuais, com legendas. Estas não contarão para o total de palavras do texto. Saiba mais informações sobre as exigências do concurso clicando aqui

    Universidade de Cambridge

    A Universidade de Cambridge é a segunda universidade mais antiga da Inglaterra, atrás apenas de Oxford, conhecida por ter ex-alunos e professores que causaram verdadeiras revoluções na ciência e na filosofia, como Isaac Newton e Charles Darwin. Hoje, a instituição tem mais de 18 mil alunos, sendo cerca de 11.800 na graduação e outros 7 mil na pós, incluindo 1.300 estudantes internacionais, que vêm de 65 países.