Fonte: OpenWeather

    CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO


    Conferência aponta projetos que alinham tecnologia e sustentabilidade

    Um dos destaques do último dia do ASAC21 foi um bate-papo animado, com dicas importantes e repleto de conhecimento

     

    O robô interagiu com os participantes do evento fazendo perguntas ao vivo, com respostas que valiam a entrega de brindes.
    O robô interagiu com os participantes do evento fazendo perguntas ao vivo, com respostas que valiam a entrega de brindes. | Foto: divulgação

    Manaus (AM) - Mesa redonda, olimpíada com o robô NAO, lançamento de projetos e apresentação cultural marcaram o encerramento, neste domingo, dia 10 de outubro, da 1st Amazon Stem Academy Conference (ASAC21), evento idealizado pela Academia Stem, iniciativa da Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Foram quatro dias de programação com mais de 520 inscritos, 50 projetos apresentados e transmissão pelos canais da Academia Stem e da UEA no YouTube, gerando mais de 3 mil visualizações.

    Um dos destaques do último dia do ASAC21 foi um bate-papo animado, com dicas importantes e repleto de conhecimento na mesa redonda “Trajetória do Acadêmico: De calouro a Professor Pesquisador”, além da “Olimpíada com o robô humanoide NAO”, que é um protótipo de robô criado por alunos do curso de Engenharia de Controle e Automação da UEA, sob orientação da professora Dra. Marlene Araújo de Faria. 

    O robô elabora métodos de aprendizagem através da tecnologia NAO, desenvolvido pela Aldebaran Robotics, uma startup francesa.

    Na Olimpíada, o robô interagiu com os participantes do evento fazendo perguntas ao vivo, com respostas que valiam a entrega de brindes.

    Ainda no domingo, à tarde, teve a apresentação de projetos desenvolvidos pelos estudantes da Academia Stem e uma atividade cultural com apresentação musical. 

    Sobre a conferência

    A ASAC21 começou na quinta-feira, dia 7, com especialistas e docentes de engenharia debatendo o tema central do evento “Tecnologia, Inovação e Desenvolvimento Sustentável na Educação”, além de compartilharem conhecimentos, novidades e expectativas para a área. 

    O reitor da UEA, Cleinaldo de Almeida Costa, enfatizou a importância da Academia Stem para a região.

    "

    É muito interessante ver o cenário de uma universidade pública com essa qualidade, com ambientes tão satisfatórios para o desenvolvimento da ciência. Acredito que nosso projeto está plenamente realizado quando oferecemos aos estudantes um espaço como esse para fazer ciência, em um cenário tão importante para falar de sustentabilidade como a Amazônia. "

    Cleinaldo de Almeida Costa, reitor da UEA

     

    A programação da ASAC21 trouxe quatro palestras principais, uma em cada dia de evento.

    A primeira delas, ministrada pelo líder do desenvolvimento tecnológico da Embraer, Maurílio Albanese, trouxe um debate sobre formação em engenharia, a importante relação das universidades com a indústria e uma abordagem sobre o mercado da aviação.

    No segundo dia, o fundador da Exsto Tecnologia, José Domingos Adriano, destacou a expansão da área de engenharia de telecomunicações e consequência das transformações digitais, que impulsionam a tecnologia de comunicação como um papel de protagonismo nesse contexto.

    O diretor adjunto da Federação das Indústrias do Estado do Amazonas (FIEAM), Augusto César Rocha, fez reflexões em sua palestra, no terceiro dia de evento, sobre conhecimento teórico e uso das novas tecnologias proporcionados pela Indústria 4.0 para a transformação de realidades locais.

    "

    Um grande desafio é mostrar aos alunos como conectar a teoria com a prática. Como trazer dos livros e artigos para prática em nossa realidade, para a floresta amazônica e enfrentando as restrições que existem. "

    Augusto César Rocha, diretor adjunto da FIEAM

     

    A última palestra principal que aconteceu, neste domingo, abordou o tema “A inteligência artificial associada à automação integrada: sociedade, tecnologia e inovação”, com o professor do Departamento de Engenharia de Controle e Automação na UEA, José Ruben Vilchez.   

    Trilhas de Conhecimento

    O evento também apresentou diversas trilhas de conhecimento, abordando diferentes temas em palestras e mesas redondas.

    No primeiro dia, o tema central foi a apresentação da Academia Stem, com os coordenadores da iniciativa mostrando os objetivos, resultados e ações realizadas.

    O segundo dia de trilhas teve a Indústria 4.0 como foco, com docentes tratando sobre suas vertentes e benefícios de sua aplicação para a eficiência na produção e sustentabilidade. 

    As trilhas reuniram docentes, profissionais atuantes na área, estudantes e ex-alunos da UEA para mesas redondas que apresentaram discussões sobre o contexto atual da área da computação, que vem passando por uma expansão e também sobre as experiências profissionais, e acadêmicas após a graduação.

    Também teve palestra sobre a relação da engenharia de produto e sustentabilidade, apontando caminhos possíveis para executar trabalhos e disseminar o conceito na área. 

    Projetos Academia Stem

    Além de promover uma importante troca de experiências e debates sobre temas atuais das áreas Stem (Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática), a ASAC21 proporcionou a apresentação dos projetos desenvolvidos por alunos e professores no primeiro ano da Academia Stem.

    Com 50 trabalhos selecionados pela Comissão Científica Julgadora, as apresentações foram divididas em três dias, com momentos específicos para cada curso. 

    Os projetos foram um dos destaques na área de Engenharia Elétrica e Engenharia Eletrônica, com iniciativas voltadas às questões como a distribuição de energia elétrica, crise energética, sistemas inteligentes e a utilização de fontes renováveis de energia, como o que sugere a alternativa para eletrificação de comunidades isoladas na Amazônia visando a melhoria da qualidade de vida local.

    Também teve projetos das engenharias de computação e de produção.

      Os alunos demonstraram como o uso da tecnologia pode contribuir no dia a dia das pessoas, com destaque para a utilização de inteligência artificial em dispositivos médicos, sistemas digitais que podem gerar benefícios a setores da economia e auxílio às comunidades distantes do Amazonas, entre outros.  

    Leia mais:

    Um em cada cinco jovens fará sexo com um robô em 2045, dizem estudos

    Educação no Amazonas ganha investimento de R$ 400 milhões

    Pesquisadores de Itacoatiara participam de encontro sobre Rede Rhisa

    <<<<<<< HEAD ======= >>>>>>> e5a666b371d90e4920345db9572e28a6ed1fabe8