Fonte: OpenWeather

    MEIO AMBIENTE


    ‘Gincana Sustentável’ promove educação ambiental em escola do Amazonas

    O projeto reutilizou mais de 30 mil garrafas pets, além de vidros, sacolas, embalagens, tampas, papelão e outros materiais, que foram transformados em acessórios, abajures, quadros e até árvores de Natal.

     

    A iniciativa visa aprimorar a qualidade do ensino de Ciências nos níveis Fundamental e Médio das escolas públicas brasileiras.
    A iniciativa visa aprimorar a qualidade do ensino de Ciências nos níveis Fundamental e Médio das escolas públicas brasileiras. | Foto: Eduardo Cavalcante/Seduc-AM

    Manaus (AM) - Em tempos em que a sustentabilidade tem sido muito discutida e a necessidade de mudança dos hábitos se evidencia, a Escola Estadual Jairo da Silva Rocha, na zona Leste de Manaus, estimula a adoção de práticas sustentáveis. Na última semana, a unidade escolar promoveu a 1ª Gincana da Sustentabilidade: Reciclar para Preservar, fruto do projeto desenvolvido pela escola, “Educação Ambiental e Boas Práticas para Reduzir Poluição”.

    O projeto, realizado na sexta-feira (26/11), reutilizou mais de 30 mil garrafas pets, além de vidros, sacolas, embalagens, tampas, papelão e outros materiais, que foram transformados em acessórios, abajures, quadros e até árvores de Natal.

    A iniciativa faz parte do Programa Ciência na Escola (PCE) e visa aprimorar a qualidade do ensino de Ciências nos níveis Fundamental e Médio das escolas públicas brasileiras.

      Na unidade escolar, 14 turmas participaram da gincana que foi dividida em quatro categorias, entre elas: artesanatos em materiais reaproveitados; melhor vídeo (produzido pelos alunos) sobre a preservação do meio ambiente; e maior arrecadação de garrafas PET, coletadas para reciclagem.  

    De acordo com a professora Adriana Cavalcante, que coordena a iniciativa, a execução da atividade deixa o sentimento de dever cumprido.

    "

    Conseguimos mobilizar todas as turmas do Ensino Médio aqui da nossa escola, o que pra mim é motivo de orgulho, pois conseguir inserir em jovens essa consciência ambiental é um desafio. "

    Adriana Cavalcante, professora

     

    A estudante, Hemilly Maria, de 17 anos, produziu quadros artísticos com o material reaproveitado.

    "

    Sempre fui inclinada a criar objetos artísticos, e o projeto desencadeou ainda mais esse sentimento em mim. Participar desta atividade foi muito importante porque, além de me tornar uma pessoa mais consciente em relação ao meio ambiente, também me mostrou que posso usar a minha arte com a reciclagem. "

    Hemilly Maria, estudante

     

    De acordo com o aluno, Andrei Keberr, de 19 anos, a iniciativa movimentou a comunidade.

    "

    Acabamos indo para as ruas para recolher as garrafas pets, o que acabou sensibilizando os moradores que, passaram a acumular os objetos para que a gente pudesse utilizar no processo de reciclagem. "

    Andrei Keberr, aluno

     

    Premiação

    Na ocasião, as turmas vencedoras em cada categoria receberam troféus e objetos personalizados.

    "

    Hoje é a culminância desse projeto, que nos surpreendeu, e foi muito importante o empenho que alunos e professores tiveram para desenvolver essa iniciativa de forma exitosa. Por isso, é muito importante que haja reconhecimento e valorização por parte da gestão escolar. "

    Neucilene Colares, gestora da escola

     

    Leia mais:

    Ribeirinhos de Carauari se unem para reciclar materiais

    Instituto realiza conscientização sobre preservação do peixe-boi

    Setrab promove o 1º Desfile de Moda e Artesanato Sustentável