Fonte: OpenWeather

    Lançamento


    Uber: motoristas mulheres terão opção de atender apenas passageiras

    Segundo a presidente da Uber Brasil, Claudia Woods, de todo o quadro de motoristas cadastrados no aplicativo, apenas 6% são mulheres

    A plataforma deve ser lançada em 2020
    A plataforma deve ser lançada em 2020 | Foto: Lucas Vasconcelos

    Com o objetivo de reduzir casos de assédio e potencializar o empoderamento feminino, a empresa de transporte particular Uber lançou a ferramenta “U-Elas”, um dos destaques apresentados no “Uber Destino 2019”, primeiro evento da empresa que reuniu autoridades de segurança pública e jornalistas de vários países da América Latina, no início do mês, em São Paulo (SP).

    A ferramenta permitirá que as motoristas do aplicativo possam optar por viagens somente com mulheres, sem qualquer penalidade e limite de uso, ou seja, as condutoras poderão usar por quanto tempo quiserem sem ser cobrada qualquer taxa por isso.

    Segundo a presidente da Uber Brasil, Claudia Woods, de todo o quadro de motoristas cadastrados no aplicativo, apenas 6% são mulheres e que esta nova ferramenta visa ampliar esse percentual.

    “Não falo só como presidente. Eu falo como mulher, sobre os desafios de ser mulher. Esta iniciativa é um importante avanço que nossa empresa faz para ajudar combater a violência contra mulher. Pretendemos deixar essas mulheres com mais segurança para exercer sua atividade”, comentou Claudia.

    A Uber visa ampliar o número de motoristas mulheres
    A Uber visa ampliar o número de motoristas mulheres | Foto: Lucas Vasconcelos

    A presidente contou com exclusividade aos presentes no evento que a Uber destinou US$ 5 milhões, para os próximos três anos, como investimento para esta ferramenta. A plataforma entrará em testes ainda este ano e o objetivo é que seja lançada em 2020 em todas as regiões brasileiras que a Uber atua.

    Outras novidades

    O diretor da Tech Center da Uber em São Paulo, Marcello Azambuja, ressaltou que a empresa está sempre em busca de possibilitar uma alternativa de mobilidade urbana para os usuários e, sobretudo, fornecer opções garantindo total segurança ao motorista e ao usuário.

    “Hoje, a Uber na América Latina, conta com mais de 1,4 milhões de motoristas registrados no aplicativo. Todos já realizaram mais de 5 bilhões de viagens reduzindo, assim, o número de carros nas ruas e em consequência o trânsito também”, comentou Marcello.

    O evento contou com a presença do diretor global de produtos de segurança, Sachin Kansal. Ele anunciou que a Uber contará com um serviço ainda mais eficaz de identificação durante uma viagem.

    Dados de violência contra mulher
    Dados de violência contra mulher | Foto: Lucas Vasconcelos

    “A Uber terá um sistema mais rigoroso no reconhecimento de rosto do motorista ao se cadastrar, com o intuito de reduzir casos em que pessoas se passam por outras tirando a foto de uma foto com outro rosto. Assim como também o usuário que desejar pagar a viagem em dinheiro deverá realizar primeiramente o cadastro de um documento oficial de identificação, onde será validado com auxílio do Serasa Experian. O usuário também receberá um pin, que deverá compartilhar o número ao motorista assim que ele chegar no local de embarque”, comentou Sachin.

    Somando a esses serviços, a Uber também disponibilizará dentro do aplicativo uma função que permitirá gravação.