Fonte: OpenWeather

    Inovação


    No AM, pesquisadores criam fórmula para biodiesel baseada em lodo

    Descoberta, se for comercializada, pode ser a solução para baixar o preço do biocombustível para transportes de grande porte

    À esquerda, o coordenador do projeto, Flávio Freitas, ao lado do pesquisador Edson Silva, ambos pesquisadores do CBA
    À esquerda, o coordenador do projeto, Flávio Freitas, ao lado do pesquisador Edson Silva, ambos pesquisadores do CBA | Foto: Layana Rios/CBA

    Manaus – Pesquisadores do Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA) descobriram uma fórmula para transformar um rejeito em biocombustível. Por meio de estudos, o pesquisador do CBA e pós-doutor em Química, Flávio Freitas, e o pós-doutor em Ciências de Alimentos, Edson Silva, desenvolveram uma fórmula para transformar lodo em biodiesel.

    Esse lodo é um resíduo sólido encontrado no processo de tratamento de água, mais especificamente, nas Estações de Tratamento de Esgoto (ETE). Segundo o artigo dos pesquisadores, a concessionária Águas de Manaus produz 20 toneladas desse lodo por dia.

    Para a descoberta, o coordenador Flávio Freitas, do CBA, contou com uma força-tarefa com nove pesquisadores do Instituto Federal de Educação Tecnológica (Ifam), da Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e da Edith Cowan University, da Austrália.

    Segundo a assessoria do CBA, o estudo dos resíduos teve o seu início em novembro de 2019 e seu artigo foi submetido à Revista Energy em fevereiro deste ano e revisado em agosto, quando foram solicitadas mais algumas provas, até ser finalizado e publicado em setembro.

    Tentativas antes da descoberta

    Durante os estudos, Freitas utilizou resíduos agroindustriais, como cascas de tucumã, sementes de cupuaçu e folhas de abacaxi na tentativa de gerar catalisadores. Para a produção do biocombustível comum, é preciso gerar uma reação entre o álcool e a gordura, que somente ocorre na presença de um catalisador. Já o lodo, nesse contexto, foi modificado para se tornar o catalisador dessa reação. Apesar das tentativas, o único rejeito foi o lodo das estações de tratamento de água.

    Resumo gráfico da pesquisa sobre o catalisador gerado pelo rejeito sólido
    Resumo gráfico da pesquisa sobre o catalisador gerado pelo rejeito sólido | Foto: Reprodução Internet

    Comercialização

    Diante dessa descoberta, agora espera-se que o biodiesel seja comercializado e até tenha um menor preço do biodiesel comum. Para a venda, é necessário que surjam empresas interessadas em investir nessa área e fazer uma aplicação comercial da pesquisa. 

    De acordo com a assessoria do CBA, o catalisador, a partir lodo, pode reduzir em até 30% o custo na produção do biocombustível e essa economia pode ser repassada ao consumidor final. No entanto, o mercado que define o valor final.

    Onde pode ser utilizado?

    O biodiesel pode ser utilizado em motores a diesel, como caminhões, ônibus e picapes com carga superior a mil quilos. A quantidade de biodiesel produzida no Norte do Brasil é bem inferior a demanda. Assim, se faz necessária a implementação de novas tecnologias e de novas empresas nessa área.

    Leia mais:

    Empresa lança linha de ar-condicionado 'sem vento' no Brasil

    Projeto leva curso de robótica para escolas de Manaus

    Estudo aponta potencial do cubiu para produção de alimentos