Preservação


Natura participa de iniciativa global para zerar emissões de carbono

Além de preservar, a iniciativa visa impulsionar mudanças mais amplas com foco em políticas, inovação e finanças

"Transform to Net Zero" reúne nove multinacionais comprometidas a liderar pelo exemplo ao traçar um caminho para outras empresas seguirem
"Transform to Net Zero" reúne nove multinacionais comprometidas a liderar pelo exemplo ao traçar um caminho para outras empresas seguirem | Foto: Divulgação

Natura &Co participa de iniciativa global de multinacionais para zerar emissões líquidas de carbono , nesta terça-feira (21). "Transform to Net Zero" reúne nove multinacionais com o objetivo de zerar as emissões liquidas de carbono até 2050. Os líderes de nove empresas anunciaram o estabelecimento de um novo compromisso para acelerar a transição para uma economia com zero emissões líquidas de carbono.

Natura &Co é uma das companhias participantes da iniciativa batizada como Transform to Net Zero, que visa desenvolver pesquisa, orientação e roteiros implementáveis para permitir que corporações de todo o mundo atinjam zero emissões líquidas de carbono.

A iniciativa além de preservação visa impulsionar mudanças mais amplas com foco em políticas, inovação e finanças. Os resultados estarão disponíveis para os membros fundadores, mas também para outras empresas que venham a participar dos trabalhos, que têm conclusão prevista para 2025.

O trabalho será conduzido pelos seguintes princípios:

1. Foco em transformação: cumprir compromissos individuais e traduzir em ação, o que incluirá estratégia corporativa, governança, responsabilidade financeira, operações, gerenciamento de riscos, aquisição, inovação, P&D, marketing e questões públicas.

2. Condução pela ciência, dados e métodos relativos às melhores práticas: comprometimento com abordagens padronizadas para atingir o que a ciência requer como limite de aumento da temperatura média do planeta em 1.5º; aprimoramento da qualidade e disponibilidade de pesquisa, dados e ferramentas para todos; comprometimento com o mais alto retorno para o clima pelo investimento.

3. Alavancagem de esforços existentes: comprometimento para colaborar com iniciativas zero em emissões líquidas de carbono já existentes (esforços de sessões, advocacy, setoriais, metodológicos) para alavancar trabalhos existentes e avançar a transformações de negócios para emissões zero.

4. Forte governança e fiscalização: nos níveis mais altos da empresa, as estruturas de governança e fiscalização trabalharão para atingir com zero emissões líquidas de carbono, inclusive por meio do desenvolvimento de produtos, serviços e modelos de negócios inovadores.

5. Reduções e remoções robustas de emissões de gases de efeito estufa (GEE) por toda extensão da empresa: emissões líquidas zero requerem reduções de emissões em toda a cadeia de valor, incluindo o impacto de produtos e serviços e na cadeia de suprimentos. Isso exige que alcancemos reduções de emissões de gases de efeito estufa (GEE) alinhados com a ciência mais recente e ampliemos a nossa capacidade de remoções de GEE em curto prazo para ser o caminho para levar as empresas - e o mundo - a emissões zero até, no máximo, 2050, garantindo um clima estável e significando que uma combinação de ações positivas para o clima deve ser perseguida.

6. Investimento em inovação: compromisso substancial e complacência para investir e acelerar inovações para atingir a transformação de emissões líquidas de carbono, incluindo parcerias com outros.

7. Engajamento político: promoção de políticas públicas que possibilitam e aceleram o progresso rumo a emissões zero, e engajamentos com órgãos como associações comerciais para atingir esse objetivo.

8. Transparência e responsabilidade: relatórios públicos e divulgação de progresso rumo à transformação para o net zero aos principais stakeholders, incluindo investidores, clientes, consumidores e onde for necessário - reguladores; compartilhar informação com todos sobre boas práticas para a transformação emissões zero.

9. Justiça e transição sustentável: nós sabemos que grupos marginalizados e comunidades de baixa renda sofrem os maiores impactos das mudanças climáticas. Portanto, nós ajudaremos a proporcionar condições necessárias para atingir soluções climáticas efetivas, justas e sustentáveis para pessoas de todos os gêneros, raças e habilidades.

*Com informações da Assessoria

Leia mais:

Arthur Neto crítica política do governo Bolsonaro voltada à Amazônia

'Ser selecionado para premiação nacional é reafirmação', diz indígena

Amazônia está ameaçada por exploração de nióbio, diz estudo