Fonte: OpenWeather

    Meio Ambiente


    Operações contra desmatamento e queimadas iniciam em março, no AM

    O adiantamento das operações foi decidido durante o Workshop de Avaliação da Operação Curuquetê 2

     

    O planejamento das ações também inclui a formação de 100 brigadistas florestais, por meio de um curso a ser promovido pelo Corpo de Bombeiros e o subcomando de ações da Defesa Civil, ainda no primeiro trimestre de 2021
    O planejamento das ações também inclui a formação de 100 brigadistas florestais, por meio de um curso a ser promovido pelo Corpo de Bombeiros e o subcomando de ações da Defesa Civil, ainda no primeiro trimestre de 2021 | Foto: Reprodução

    Manaus - O Governo do Amazonas informou nesta quarta-feira (6), que ações para combater o desmatamento ilegal e as queimadas não autorizadas no estado está prevista para começar no mês de março.

    Segundo informações da assessoria ao Portal Em Tempo, a agenda de ações foi pauta de uma reunião entre as secretarias e demais instituições estaduais envolvidas na Operação Curuquetê 2.

    O adiantamento das operações foi decidido durante o Workshop de Avaliação da Operação Curuquetê 2, realizado em dezembro de 2020, junto a secretarias e instituições do Governo do Amazonas, o Exército Brasileiro, entidades federais e órgãos de controle, com o objetivo de construir o planejamento estratégico-operacional de 2021.

    O planejamento das ações também inclui a formação de 100 brigadistas florestais, por meio de um curso a ser promovido pelo Corpo de Bombeiros e o subcomando de ações da Defesa Civil, ainda no primeiro trimestre de 2021.

    Outra novidade com relação à Operação Curuquetê 2 é que as ações deste ano contarão com duas bases paralelas de atuação. Agora, as equipes serão divididas em bases nos municípios de Apuí e também em Humaitá, coordenadas pelo Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (Ipaam).

    As ações têm participação de equipes da Sema, do Ipaam, da Secretaria Executiva Adjunta de Planejamento e Gestão Integrada (Seagi) da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), do Batalhão Ambiental da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros, da Defesa Civil e, também, da Polícia Civil do Estado.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Motorista de app fica ferida após capotamento na avenida do Turismo

    No AM, fortes chuvas estão previstas para o primeiro trimestre de 2021