Fonte: OpenWeather

    Meio Ambiente


    Manaus realiza maior evento sobre áreas protegidas e inclusão social

    A programação é uma referência na esteira dos eventos públicos intersetoriais que tratam da temática da proteção ambiental e a inclusão social no Brasil e na América Latina

    Nesta edição, o V ELAPIS terá um dia completo de programação com os temas centrais | Foto: Divulgação

    MANAUS (AM) - Durante quatro dias, Manaus será o centro do debate sobre áreas protegidas com a realização do X Seminário Brasileiro sobre Áreas Protegidas e Inclusão Social (SAPIS) e do V Encontro Latino Americano sobre Áreas Protegidas e Inclusão Social (ELAPIS), que acontece de 3 a 6 de novembro. O tema do evento é Autogestão e Desenvolvimento Territorial Sustentável de Áreas Protegidas: diálogos, aprendizagens e resiliência. 

    A programação é uma referência na esteira dos eventos públicos intersetoriais que tratam da temática da proteção ambiental e a inclusão social no Brasil e na América Latina, apresentando assuntos atuais e complexos, com abordagem interdisciplinar a partir de olhares de diferentes segmentos da sociedade. 

    Nesta edição, o V ELAPIS terá um dia completo de programação com os temas centrais a Equidade e Diversidade com participação de importantes lideranças sociais e acadêmicas da América Latina. 

    Na edição de 2021, o evento está sendo organizado por três instituições de ensino e pesquisa do estado do Amazonas: a Universidade Federal do Amazonas (UFAM), pelo Programa de Pós-graduação em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia (PPGCASA), a Universidade do Estado do Amazonas (UEA), pelo Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas (PPGICH) e o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), pelo Mestrado em Gestão de Áreas Protegidas na Amazônia (MPGAP).

    A programação inclui 7 eventos preparatórios realizados ao longo do ano e que reuniram 40 convidados. Entre eles a Maloca Virtual, onde APIB, COIAB, CONFREM, Consórcio ICCA, CNS e Rede de PCTs do Brasil, discutiram perspectivas e visões sobre “territórios de saberes, sociobiodiversidade e violação de direitos”. Os pontos-chave que emergiram deste debate serão apresentados no Painel de Achados e Convergências ao final do evento.

    A Conferência Magna de Abertura, com a participação do líder indígena  Ailton Krenak, do Núcleo de Cultura Indígena será um dos destaques da programação. Mas o evento mostrará sua pujança também ao longo dos 37 eventos simultâneos programados. No total, cerca de 500 participantes já confirmaram presença e outros 800 já estão pré-inscritos. 

    Serão mais 30 horas de debates em torno das experiências e das perspectivas para a gestão das áreas protegidas, tendo como propósito a apresentação de relevantes contribuições a partir de diálogos entre diferentes saberes, com repercussões nas esferas social, econômica, ecológica, política e cultural.

    Além das conferências e mesas redondas, a programação contará ainda com reuniões de nove grupos temáticos, coordenados por uma comissão científica formada por 15 instituições diferentes de Ensino e Pesquisa, as quais recepcionaram e aprovaram 116 trabalhos, sendo 73 comunicações científicas e 43 relatos de experiência, os quais serão submetidos à premiação em seis categorias.

    Programação Cultural

    Visita virtual e podcast

    “Conexão Baré” trata-se de uma visita virtual à Comunidade Indígena Nova Esperança, na RDS Puranga Conquista, promovida pela Braziliando - a participação é por adesão. O podcast “Amazônia ConsCiência” da Amazon Share, incubada no INPA, com acesso gratuito, irá compartilhar roteiros autênticos, curiosidades e desafios de expedições científicas na Amazônia. 

    Memória

    A equipe organizadora local e as instituições de ensino e pesquisa que apoiam a programação vão lançar um site que funcionará como um importante instrumento para a continuidade e salvaguarda da memória dos dois eventos.

    “A partir dessa décima edição, a comunidade SAPIS passará a contar com um site permanente e com atividades para o ano do interstício, de forma que possamos manter um intercâmbio ativo a respeito das ações e resultados envolvendo as Áreas Protegidas”, anunciou Henrique Pereira (UFAM), coordenador geral dos eventos.

    Como Participar

    O X Seminário Brasileiro sobre Áreas Protegidas e Inclusão Social (SAPIS) e do V Encontro Latino Americano sobre Áreas Protegidas e Inclusão Social (ELAPIS) ocorrerá de 3 a 6 de novembro em modo virtual, sempre a partir das 9h (Brasília). A programação será transmitida pela plataforma Doity Play e organizada a partir de instituições sediadas em Manaus (AM).

    As inscrições têm preços variados e custam a partir de R$35,00 para os estudantes de graduação, podendo ser adquiridos por meio do site https://doity.com.br/x-sapis

    Comunitários e indígenas estão isentos. Estudantes e servidores públicos podem solicitar a isenção da taxa de inscrição.

    Leia Mais

    Fundo Amazônia tem a adesão de dez Estados e recursos de R$ 10 mi

    *Com informações da assessoria