Fonte: OpenWeather

    Ciência e Tecnologia


    “Semana de Ciência e Arte na Amazônia” encerra em Novo Airão, no AM

    Com a iniciativa, a Sedecti incentiva que os municípios do interior invistam mais em políticas públicas para o segmento de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I)

     

    Uma das principais atividades que movimentou Novo Airão foi a coleta de material reciclável pelas agremiações culturais locais
    Uma das principais atividades que movimentou Novo Airão foi a coleta de material reciclável pelas agremiações culturais locais | Foto: Divulgação/Sedecti

    NOVO AIRÃO (AM)- Encerrou nesta terça-feira (12) a Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), no município de Novo Airão (distante a 115 quilômetros de Manaus) . 

    O evento recebeu o nome de “Semana de Ciência e Arte na Amazônia” e contou com diversas atividades e parceiros locais da  Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti).

    Toda a programação foi coordenada pela Secretaria Executiva de Ciência e Tecnologia (Secti) e teve como finalidade promover a Ciência e Tecnologia voltada ao uso sustentável e conservação da sociobiodiversidade, além de chamar a atenção sobre temas relacionados à emergência climática, entre outros.

      Dentre as atividades realizadas estiveram a reinauguração do Interativo Mosaico na Fundação Vitória Amazônica (FVA), visitação de alunos de escolas municipais à Fundação Almerinda Malaquias (FAM), visitação ao Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), visitação ao projeto “Rios On-line” e outras.  

    Uma das principais atividades que movimentou Novo Airão foi a coleta de material reciclável pelas agremiações culturais locais.

    A competição teve como objetivo premiar a agremiação que mobilizasse a maior quantidade de recicláveis que foi pesada pela Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis de Novo Airão (Coopcamare). A agremiação campeã foi a Peixe-Boi Jaú, que recebeu um notebook e uma impressora como prêmios. 

      O evento também teve como propósito promover as diversas inteligências da Amazônia presentes nos municípios que não necessariamente precisam estar nas instituições de pesquisa para serem desenvolvidas e devem ser difundidas entre a população local.  

    Com a iniciativa, a Sedecti incentiva que os municípios do interior invistam mais em políticas públicas para o segmento de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I), a exemplo de Tefé, que foi o primeiro município do interior a criar uma Secretaria Municipal específica para a área, e que já colhe os frutos com parcerias estratégicas.

    *Com informações da assessoria

    Leia mais:

    Amazonenses disputam competição de educação profissional  

    Recursos hídricos é tema de reunião entre secretários municipais 

    Conferência aponta projetos que alinham tecnologia e sustentabilidade