Fonte: OpenWeather

    Incêndio


    Incêndio nos EUA deixa 85 mortos e 11 desaparecidos, dizem autoridades

    Em comunicado sobre o incêndio, o escritório do xerife disse que os legistas alteraram o número de mortos após uma análise de DNA

    O número de desaparecidos caiu substancialmente nos últimos dias, passando de aproximadamente 200, na sexta-feira passada, para os 11 atuais
    O número de desaparecidos caiu substancialmente nos últimos dias, passando de aproximadamente 200, na sexta-feira passada, para os 11 atuais | Foto: Divulgação

    As autoridades do condado de Butte, no norte da Califórnia, divulgaram nesta terça-feira (4) uma nova apuração sobre o grande incêndio de novembro, que deixou 85 mortos - três a menos que o relatório anterior - e 11 pessoas em paradeiro ainda desconhecido.

    Em comunicado, o escritório do xerife disse que os legistas alteraram o número de mortos após uma análise de DNA. Foi comprovado que os restos humanos inicialmente atribuídos a seis pessoas diferentes na realidade correspondiam a três vítimas, o que reduziu a quantidade de mortes.

    O número de desaparecidos caiu substancialmente nos últimos dias, passando de aproximadamente 200, na sexta-feira passada, para os 11 atuais. A queda ocorreu, principalmente, porque a situação deixou de ser tão caótica como antes.

    Cidade

    O incêndio começou no dia 8 de novembro, o que obrigou dezenas de milhares de pessoas a serem evacuadas, entre elas todos os residentes da cidade de Paradise, de 26 mil habitantes.

    Muitos dos moradores desta cidade são idosos com problemas de mobilidade e sem telefones celulares, por isso a diculdade de entrar em contato com eles em meio ao caos do incêndio mais mortífero e devastador da história da Califórnia.

    Incêndio

    O incêndio, que ganhou o nome de Camp Fire, foi considerado controlado no dia 25 de novembro, depois de duas semanas e meia nas quais engoliu quase toda Paradise, destruindo 14,5 mil edifícios e 61,9 mil hectares.

    A causa do fogo segue sob investigação e, embora todos os olhares apontem para a companhia de energia Pacic Gás & Electric (PG&E), não houve nenhuma conrmação ocial de que a empresa seja a responsável.

    A empresa comunicou aos órgãos reguladores ter detectado até dois problemas em uma linha de alta tensão no mesmo dia que o incêndio foi declarado, o que rendeu dois processos movidos por pessoas afetadas pelas chamas. 

    *Com informações da Agência EFE

    Leia mais:

    Vídeo: Incêndio destrói três residências no bairro Alvorada

    Verão amazônico e queimadas urbanas aumentam os focos de calor no AM

    Incêndio na Califórnia deixou pelo menos 76 mortes