Fonte: OpenWeather

    Paraguai


    Confronto entre facções termina com 10 detentos mortos em presídio

    Alguns foram decapitados e carbonizados. A briga foi entre o PCC e membros do Clã Rotela

    O conflito teria se iniciado entre integrantes do PCC e do Clã Rotela | Foto: Divulgação

    Uma rebelião liderada por detentos brasileiros deixou 10 internos mortos e 10 feridos em uma prisão de San Pedro, Paraguai. O confronto entre os membros de facções rivais começou meio-dia do último domingo (16).

    Alguns dos presos foram decapitados, outros carbonizados e mortos a facadas. Os nomes dos outros presos mortos não foram divulgados.

    Outros presos foram encaminhados para o hospital. São eles, Derlis Daniel Silva Gavilán, Cristian Abel Domínguez González, Roque Ariel Lugo, Roberto Rosendo Presentado, Víctor Manuel Olmedo Rolón, Roberto Carlos Morales, José Buenaventura Osorio, Derlis Rogelio Sánchez e Pedro Javier Duarte.

    Segundo divulgado pelo site paraguaio ABC Color, o motim foi controlado pela Polícia Nacional. O ministro do Interior, Juan Ernesto Villamayor, afirmou que a motivação das mortes foi uma briga entre as facções criminosas Primeiro Comando da Capital (PCC) e o Clã Rotela. "Todas as vítimas pertenciam a grupos ligados ao narcotráfico", disse. As forças de segurança conseguiram controlar o conflito por volta das 15h.

    O PCC é uma organização criminosa com origem no estado de São Paulo, enquanto o Clã Rotela é formado por traficantes dos dois países, segundo autoridades. 

    Conforme Villamayor, o massacre está ligado ao motim registrado na última sexta-feira (14) na Penitenciária Nacional de Tacumbú, em que dois presos morreram. Dois detentos que estavam envolvidos no caso foram transferidos para San Pedro e ao encontrarem a facção rival, houve o confronto, que terminou com as dez mortes nesta tarde.

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Baleado, homem invade base da PM após fugir de tribunal do crime no AM

    'Sombra', líder do tráfico no Bariri, é preso pelo DRCO em Manaus