Fonte: OpenWeather

    Guerra


    Irã critica presença de forças militares estrangeiras no Oriente Médio

    Ainda que não tenha falado diretamente sobre os Estados Unidos, a afirmação de Rouhani é uma crítica ao país governado por Donald Trump.

    Presidente do Irã, Hassan Rouhani critica as ações do presidente dos EUA, Donald Trump | Foto: Divulgação

    O presidente do Irã, Hassan Rouhani, disse neste domingo (28) que é uma ameaça à "segurança na região" a presença de militares no Oriente Médio oriundos de países estrangeiros.

    Ainda que não tenha falado diretamente sobre os Estados Unidos, a afirmação de Rouhani é uma crítica ao país governado por Donald Trump. O presidente ordenou em junho a ampliação do número de militares na região, após o Irã dizer que iria aumentar o estoque de urânio enriquecido.

    A declaração foi feita durante encontro com o ministro das Relações Exteriores de Omã, Yusuf bin Alawi, que visitou Rouhani em Teerã. Segundo a agência estatal iraniana, a Irna, eles enfatizaram que era necessário aumentar a cooperação mútua.

    Rouhani voltou a dizer que o Irã não foi "iniciador da tensão" na região e que o crescente clima beligerante foi causado após a saída dos EUA do acordo nuclear acertado com as potências mundiais.

    Neste domingo, as demais potências que fazem parte do acordo - Rússia, China, França, Reino Unido e Alemanha - se reúnem em Viena com representantes do Irã para repactuar os termos.

    O vice-ministro de Relações Exteriores iraniano, Seyed Abbas Araghchi, manifestou otimismo antes do início do encontro. "No último mês foram produzidos muitos sucessos em relação ao acordo", afirmou.

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!:

    Estados Unidos endurecem regras para concessão de asilo

    Tiroteio em Nova York deixa um morto e 11 feridos