Fonte: OpenWeather

    Acidente de Trânsito


    Acidente com ônibus mata 16 pessoas no Peru

    Dois brasileiros podem estar entre as vítimas

    Três mortos ainda não tiveram a nacionalidade divulgada | Foto: Divulgação

    Ao menos 16 pessoas morreram e dezenas ficaram feridas em um acidente de trânsito ocorrido na madrugada desta segunda-feira (6), na Rodovia Pan-Americana, em Arequipa, no distrito de Yauca, no Peru. Segundo sites jornalísticos peruanos, entre os mortos estão dois brasileiros e dois alemães. O Itamaraty, contudo, não confirmou tal informação..A reportagem não conseguiu contato com a embaixada brasileira no Peru.

    Três mortos ainda não tiveram a nacionalidade divulgada.

    Em nota, a Superintendência de Transporte Terrestre de Pessoas, Cargas e Mercadorias (Sutran) informou que um ônibus interestadual da empresa Cruz del Sur, que seguia de Lima a Arequipa, chocou-se com várias vans próximo ao Km 574 da rodovia.

    De acordo com a Sutran. existem indícios de que o ônibus da Cruz del Sur trafegava acima do limite de velocidade permitida para a via. “Segundo registros do GPS, o veículo ia a uma velocidade de 106 quilômetros horários quando a velocidade máxima permitida neste trecho da rodovia é 90 quilômetros/hora”, disse a jornalistas o gerente-geral da superintendência, Jorge Beltrán, destacando que a ocorrência será investigada.Advogados da empresa Cruz del Sur, no entanto, já rebateram as declarações de Beltrán, afirmando que o GPS indica que o ônibus trafegava a uma velocidade entre 40 e 80 quilômetros/hora.

    Ainda de acordo com a Sutran, o ônibus acidentado era novo, tendo sido fabricado em 2018. Todavia, a superintendência ainda não sabe o real estado do veículo e se problemas mecânicos ou de manutenção já conhecidos podem ter causado o acidente, já que o ônibus ainda não tinha passado pela revisão técnica veicular.

    “Diante do lamentável fato ocorrido hoje em Arequipa, a Sutran ativou seus protocolos de intervenção imediata a fim de resguardar a segurança dos usuários”, informa a superintendência, em nota.