Fonte: OpenWeather

    Coronavírus


    Vídeo: turistas manauaras pedem socorro após Peru fechar as fronteiras

    Casal de idosos está na cidade de Cusco, no Peru, após o país determinar a suspensão de voos internacionais

    Casal está em viagem no Peru desde o dia 8 de março e tinha previsão de retornar para Manaus no dia 28 do mesmo mês | Foto: Divulgação

    Manaus - Um casal de idosos de Manaus, Sonia  e Ricardo Miranda, 67 e 69, estão isolados na cidade de Cusco, no Peru desde o último domingo (15). Em viagem ao país desde o dia 8 de março, o casal faz parte de um grupo de cerca de 50 brasileiros que ficaram presos no Peru após o governo ter fechado as fronteiras. A decisão ocorreu por meio de decreto do presidente do Peru, Martín Vizcarra. Até segunda-feira (16), o País contava com 71 casos do novo coronavírus. Na tarde desta terça-feira (17), o Itamaraty (Ministério das Relações Internacionais) anunciou estar em negociações com companhias áreas para trazer os brasileiros de volta ao país. 

    Em vídeo divulgado na internet, Sonia e Ricardo aparecem pedindo ajuda do governo brasileiro para serem levados de volta ao país. "Nós moramos em Manaus. Eu tomo remédio controlado [...] eu não trouxe medicamento para todos esses dias. Minha medicação acaba no domingo e nós precisamos de ajuda de vocês aí do Brasil. Mande avião da FAB, sei lá. Entrem em contato com a Latam, pelo menos para os brasileiros que estão aqui e precisam de assistência", pede a idosa. 

    Camila Miranda, que reside em Manaus e é neta do casal de idosos conversou com o EM TEMPO. "Meus avós estavam em Lima, capital do Peru, e eles iam fazer o passeio pelas ruínas de Machu Picchu. Mas, para isso, eles precisaram ir para a cidade de Cusco. Ao fazer essa viagem no domingo, quando chegaram no aeroporto, já foram impedidos de sair, porque o presidente do Peru havia anunciado o fechamento das fronteiras. Não permitiram que eles fossem para o hotel onde havia uma reserva para eles, e também não puderam pegar um voo de volta pra Lima. Simplesmente ficaram presos.", conta a jovem. 

    Segundo ela, os idosos só puderam sair do aeroporto na virada de domingo para segunda.  "Graças a Deus eles conseguiram um lugar para dormir, mas hoje eles já não têm para onde ir. Era só uma noite mesmo", explica a neta, e diz que ela e a família estão em contato direto com os idosos, pois eles compraram um chip internacional com internet. 

    Em entrevista ao EM TEMPO, Sonia Miranda disse que ela e o marido estão em um hotel na cidade de Lima, por conta própria. "Não estamos recebendo auxílio para estadia e alimentação, nem do Peru e nem do Brasil. Não podemos circular nas ruas, exceto para mercado e farmácia. A Polícia Nacional do Peru está nas ruas", conta a idosa. 

    Volta para o Brasil

    Em nota divulgada no Facebook nesta terça-feira (17) a Embaixada do Brasil no Peru anunciou que o governo peruano liberou a repatriação de estrangeiros que estão em território peruano. Além disso, o órgão informou que já está em contato com as companhias áreas para viabilizar o retorno dos brasileiros ao País. 

    Sonia Miranda disse que a Embaixada brasileira pediu que os brasileiros no Peru preenchessem um formulário para identificação. "Meu marido e eu já preenchemos esses formulários de voos, um do nosso voo de Cusco para Lima e outro de Lima para Guarulhos (SP). Agora estamos aguardando retorno deles". 

    Nota oficial da Embaixada do Brasil no Peru
    Nota oficial da Embaixada do Brasil no Peru | Foto: Divulgação

    Assista o vídeo divulgado pela família do casal de idosos: 

    Assista ao vídeo | Autor: Divulgação