Fonte: OpenWeather

    Coronavírus


    Economista que era contra quarentena morre de covid-19

    "É muito fácil deixar a emoção guiar a política, e já vimos por que é uma ideia ruim”, escreveu.

     

    Rehman Shukr era economista e filho de general
    Rehman Shukr era economista e filho de general | Foto: Reprodução

    EUA - O paquistanês, economista e especialista em sistema financeiro do Fundo Monetário Internacional (FMI), Rehman Shukr, 26 anos, morreu na última terça-feira (24), vítima de covid-19, em Washington, Estados Unidos. Ele era contra o regime de quarentena adotado no Mundo para combater o avanço do novo coronavírus.

    Em sua última postagem no Facebook, Rehman fez um comentário que deixou clara a sua posição sobre a a reclusão social no período da pandemia. Ele escreveu, “Nossa luta contra o coronavírus é pior que a própria doença? Difícil decidir se o aspecto humano é mais importante do que as implicações na economia e em outras áreas importantes. ”

    Em artigo ele explicou que já que muitas lojas, bares e restaurantes fecharam por conta da crise do Covid-19, a economia era mais importante que a quarentena, que faz a população permanecer reclusa em casa. "É muito fácil deixar a emoção guiar a política, e já vimos por que é uma ideia ruim”, escreveu.