Golpe


Hackers invadiram o twitter e fizeram golpes com contas de famosos

Com o golpe contas com milhares de seguidores, como a do rapper Kanye West e o ex-presidente Barack Obama, solicitaram doações em bitcoin dando um prejuízo de 128 mil dólares

O direito executivo CEO, na sigla em inglês do twitter, Jack Dorsey, lamentou o ataque que obteve acesso a ferramentas administrativas e sistemas internos da rede social para.
O direito executivo CEO, na sigla em inglês do twitter, Jack Dorsey, lamentou o ataque que obteve acesso a ferramentas administrativas e sistemas internos da rede social para. | Foto: Divulgação

O direito executivo CEO, na sigla em inglês do twitter, Jack Dorsey, lamentou o ataque que obteve acesso a ferramentas administrativas e sistemas internos da rede social para. Foram invadidas contas de famosos com milhares de seguidores para divulgar mensagens falsas para arrecadar dinheiro por bitcoins.

Segundo o próprio twitter o ataque se aproveitou de uma falha de segurança que permitiu o controle administrativo de todas as contas da rede social a fraude contabilizou US$ 120 mil dólares, pouco mais de 12,8 bitcoins.

De acordo com o site Blockchain, que mantém o histórico de todas as transações realizadas em bitcoins, mais de 380 pessoas fizeram transferências para a carteira citada nas mensagens enganosas. Os alvos, foram perfis como o rapper Kanye West, o ex-presidente norte-americano Barack Obama, o fundador da Microsoft e bilionário filantropo Bill Gates e o dono da Tesla e da SpaceX, Elon Musk com milhares de seguidores.  

Em uma ação emergencial inédita, todos os perfis comprometidos foram suspensos e tiveram o acesso bloqueado por algumas horas. As postagens foram apagadas, mas mesmo assim, o conteúdo enganoso chegou a ser visualizado por dezenas de milhões de pessoas.

Todos os perfis afetados postaram mensagens semelhantes. Os tuítes solicitavam doações em bitcoins - a criptomoeda virtual mais conhecida - que seriam devolvidas em valores multiplicados. Algumas mensagens, como a do ex-presidente Barack Obama, citavam fundos de apoio ao combate à covid-19 como origem da iniciativa. Perfis corporativos, como o da gigante do mercado de transportes por aplicativo, Uber, e da fabricante de celulares e computadores Apple também foram afetados. 

*Com informações da assesoria

Leia mais:

'Morena sem limites': manauara é procurada por dar o golpe do cartão

MPE age para evitar fraudes nas candidaturas femininas nas eleições

Lava jato denuncia ex-diretor da Petrobras por fraude de R$525 Mi