Fonte: OpenWeather

    Recomeço


    Após a quarentena, mulher de 103 anos faz sua primeira tatuagem

    A idosa ficou deprimida durante o isolamento social mas a tatuagem marcou um recomeço

    Dorothy completou 103 anos em junho deste ano
    Dorothy completou 103 anos em junho deste ano | Foto: Reprodução Internet/Teresa Gomez

    Manaus – Você tem uma lista de desejos para cumprir durante a vida? Em quanto tempo pretende realizar os seus objetivos? A americana Dorothy Pollack mostrou que nunca é tarde para realizar sonhos. Aos 103 anos, ela fez sua primeira tatuagem na cidade de Muskegon, em Michigan, nos Estados Unidos.

    Durante a quarentena, Dorothy passou esse período em uma casa de repouso para idosos. Com o tempo, ficou deprimida por estar isolada de sua família. Ao sair da quarentena, a avó de família decidiu fazer uma tatuagem de sapo, por gostar das espécies desse animal.

    Segundo o tatuador, ela não reclamou das agulhadas e disse que foi a cliente mais velha que ele atendeu.


    Leia mais:

    Jovem deixa carreira convencional para cuidar da avó com Alzheimer

    Carteira do Idoso em Manaus valerá até janeiro de 2021, diz Prefeitura

    Idosa de 85 anos escapa de estupro em Manaus e filho é suspeito