Fonte: OpenWeather

    Ataque


    Rússia foi atacada por hackers enquanto desenvolvia vacina para Covid

    Centro russo, no entanto, não especificou a data e se o ataque virtual teve relação com a Sputnik V

    No Brasil, os estados do Paraná e da Bahia já fecharam acordo com a Rússia
    No Brasil, os estados do Paraná e da Bahia já fecharam acordo com a Rússia | Foto: Divulgação

    O Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya foi alvo de hackers enquanto a instituição desenvolvia a Sputnik V, primeira vacina contra Covid-19 registrada no mundo.

    A revelação foi feita por Aleksandr Gintsburg, diretor do centro de pesquisa, neste sábado (26). "Houve ataques de hackers, mas se estavam ou não relacionados à vacina, não sou especialista em tecnologias, portanto não posso julgar de maneira profissional sobre o objetivo desses ataques, mas contra os computadores de nossos desenvolvedores realmente foram empreendidas tentativas de ataque", disse em documentário mostrado pelo canal Rossiya 1.

    No Brasil, os estados do Paraná e da Bahia já fecharam acordo com a Rússia para o fornecimento da vacina, após aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

    Veja o comunicado