Fonte: OpenWeather

    Luto


    Emir do Kuwait, xeque Sabah morre aos 91 anos

    Soberano governava o país produtor de petróleo do Golfo Pérsico desde 2006 e dirigiu sua política externa por mais de 50 anos

    Antes do anúncio oficial da morte do xeque Sabah, a televisão no Kuwait interrompeu sua programação e transmitiu versos do Alcorão
    Antes do anúncio oficial da morte do xeque Sabah, a televisão no Kuwait interrompeu sua programação e transmitiu versos do Alcorão | Foto: Divulgação


    O emir do Kuwait, o xeque Sabah al-Ahmad al-Sabah, morreu aos 91 anos, segundo informou seu gabinete em um comunicado transmitido na televisão estatal nesta terça-feira. O xeque Sabah governava o país produtor de petróleo do Golfo Pérsico e aliado dos Estados Unidos desde 2006 e dirigiu sua política externa por mais de 50 anos. Seu sucessor designado é seu irmão, o príncipe herdeiro Nawaf al-Ahmad al-Sabah.

    "É com grande tristeza e pesar que lamentamos [...] a morte do xeque Sabah al-Ahmad al-Jaber al-Sabah, emir do Kuwait", declarou o ministro dos Assuntos Reais, Ali Jarrah al-Sabah.

    Antes do anúncio oficial da morte do xeque Sabah, a televisão no Kuwait interrompeu sua programação e transmitiu versos do Alcorão.

    Após ser hospitalizado no Kuwait em 18 de julho, o chefe de Estado transferiu "temporariamente" parte de seus poderes para o príncipe herdeiro — que agora se tornou seu sucessor.

    Depois, o emir chegou a ir aos Estados Unidos no final de julho para continuar o tratamento médico, de acordo com as autoridades, que não deram detalhes sobre a sua doença. O corpo do xeque Sabah chegará ao Kuwait, vindo dos EUA, nesta quarta-feira.

    Em 2000, ele colocou um marco-passo. Dois anos depois, foi submetido a uma cirurgia para a retirada do apêndice. Já em 2007 passou por uma cirurgia do trato urinário nos Estados Unidos.

    Em setembro de 2019, o xeque Sabah precisou passar por exames médicos após sua chegada a Washington, onde se encontraria com o presidente Donald Trump. No entanto, por causa dos exames, a reunião com Trump foi cancelada.