Fonte: OpenWeather

    Repercussão


    Filho de Bolsonaro questiona apuração das eleições nos EUA

    Eduardo Bolsonaro, que é presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara, compartilhou mensagem que afirma que há fraude na disputa

    Eduardo compartilhou uma mensagem em que acusa, sem provas, a existência de uma fraude
    Eduardo compartilhou uma mensagem em que acusa, sem provas, a existência de uma fraude | Foto: divulgação


    O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro, questionou nesta quarta-feira a legitimidade da apuração da eleição presidencial dos Estados Unidos. Com um discurso alinhado ao do presidente Donald Trump, Eduardo compartilhou uma mensagem em que acusa, sem provas, a existência de uma fraude na contagem de votos enviados pelo correio, que são majoritariamente favoráveis a Joe Biden. 

    Eduardo, que é presidente da Comissão de Relações Exteriores da Câmara, compartilhou publicações de Bernardo Küster, blogueiro investigado no inquérito que apura notícias falsas e ataques contra o Supremo Tribunal Federal (STF). "Se isto não é fraude, não sei o que é", escreveu Küster, questionando o aumento no números de votos para Biden no estado do Michigan. "Estranho...", escreveu Eduardo.

    Mais cedo, seu pai disse que estava torcendo por uma vitória de Trump:

    "Preferência, acho que todo mundo tem, e não vou discutir com ninguém. Quem é democrata, quem por ventura torce por republicanos. Vocês sabem a minha posição, (é) clara, e isso não é interferência. Tenho uma boa política com o Trump, espero que ele seja reeleito. Espero, né", disse o presidente a apoiadores, no Palácio da Alvorada.