Fonte: OpenWeather

    Violência


    Estudantes são mortos a tiros em atentado em escola na Rússia

    Além dos alunos, um professor foi morto e mais de 30 pessoas ficaram feridas

     

    Mais de 30 pessoas ficaram feridas no atentado praticado por dois atiradores
    Mais de 30 pessoas ficaram feridas no atentado praticado por dois atiradores | Foto: Divulgação

    Um ataque considerado pelas autoridades o mais grave dos últimos anos em uma escola da Rússia, deixou, ao menos, 11 mortos, na manhã desta terça-feira (11), em uma unidade educacional na cidade de Kazan.

    Mais de 30 pessoas ficaram feridas no atentado praticado por dois atiradores. Um deles, um adolescente, acabou detido e o outro morreu no confronto com a polícia. Entre os mortos estão estudantes e um professor.

    As autoridades garantem que a situação já está sob controle e descartam a hipótese de ação terrorista por parte de uma organização extremista.

    O correspondente da RTP na Rússia, Evgueni Mouravitch, informa que um dos atiradores é ex-aluno da escola com perturbação mental.

    O presidente russo, Vladimir Putin, determinou a revisão da lei de porte de armas após o tiroteio em Kazan.

    Ataque em creche no Brasil 

    No dia 4 de maio deste ano, um jovem de 18 anos invadiu uma creche em Saudades, no Oeste de Santa Catarina. De acordo com o Corpo de Bombeiros do estado, três crianças e dois adultos foram mortos.

    Conforme a Polícia Militar, uma professora e dois alunos morreram no local. As duas outras vítimas chegaram a ser socorridas, mas não resistiram aos ferimentos. Uma quarta criança está recebendo atendimento no hospital.

    Leia mais 

    Vídeo: bebê ferido em creche de SC recebeu alta no Dia das Mães

    Sobrevivente de ataque em creche de SC deixa UTI; quadro é estável

    Veja quem é a professora morta após ataque de adolescente em creche