Fonte: OpenWeather

    Na Rússia


    Na Rússia, mulher é condenada após asfixiar marido com as nádegas

    O homem estava de bruços sobre uma cama, com a mulher sentada sobre a nuca dele. O marido morreu por asfixia após bloqueio do sistema respiratório

     

    Tatyana pesa aproximadamente 101 kg e se recusou a sair de cima do esposo
    Tatyana pesa aproximadamente 101 kg e se recusou a sair de cima do esposo | Foto: Reprodução

    Briga de casal pode ser o início para um crime. Crises de ciúmes, incompatibilidade de pensamentos e falta de respeito podem ser ingredientes para uma discussão, briga e até um homicídio. 

    Na Rússia, uma esposa furiosa foi acusada de ter asfixiado o marido com as nádegas. Ela sentou sobre o pescoço dele durante uma disputa doméstica regada à álcool. A ocorrência foi registrada em Novokuznetsk, cidade no sudoeste do país.

    Tatyana pesa aproximadamente 101 kg e se recusou a sair de cima de Aidar, mesmo quando ele lhe implorava perdão.

    Conforme apurado pelas autoridades, o homem estava de bruços sobre uma cama, com a mulher sentada sobre a nuca dele, enquanto as pernas dela impediam que o restante do corpo da vítima se movimentasse.

    A filha do casal deixou a casa para pedir ajuda aos vizinhos. Apesar dos gritos e das sacudidas de Tatyana, Aidar estava morto por asfixia após bloqueio do sistema respiratório, segundo relatório médico da ocorrência.

    No tribunal, a russa alegou que tentava acalmar o marido e conseguiu se livrar da acusação de homicídio. No entanto, acabou condenada por provocar morte por negligência. Mesmo assim, o Comitê de Investigação do caso pede vista dos autos para que Tatyana também responda por homicídio.

    Em Manaus 

    Um casal discutiu e a briga terminou em morte. O empresário Paulo Roberto Moraes Teixeira Júnior, de 29 anos, morreu  no dia 7 de março, após ser atingido com um tiro na cabeça efetuado pela própria esposa, no bairro Monte das Oliveiras, Zona Norte de Manaus.

    A mulher, identificada como Cristina, fugiu do local, mas se apresentou na sede da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

    Segundo testemunhas, o casal teria entrado em uma discussão e, durante a briga, a mulher disparou um tiro contra o homem com uma pistola calibre 380. 

    *Metrópoles

    Leia mais:

    Mulher mata marido após buscas bizarras no Google

    Mulher mata marido com facadas no pescoço em Manaus