Fonte: OpenWeather

    CALOR


    Onda de calor recorde nos EUA e Canadá mata 45 pessoas

    "Cúpula de calor" estaria bloqueando outros sistemas climáticos, de acordo com especialistas

    Onda de calor já matou 45 no estado do Oregon | Foto: Reprodução/REUTERS


     

    Onda de calor já matou 45 no estado do Oregon
    Onda de calor já matou 45 no estado do Oregon | Foto: Reprodução/REUTERS

    A atual onda de calor que atingiu boa parte do oeste do Canadá e noroeste dos EUA já matou 45 pessoas no condado de Multnomah, que fica no estado americano do Oregon.

    O calor também é visto como causa do aumento alarmante de mortes na Colúmbia Britânica nos últimos dias, disseram autoridades ontem (30).

      A "cúpula do calor", um fenômeno climático que aprisiona o calor e bloqueia a movimentação de outros sistemas climáticos, bateu recordes de altas temperaturas no noroeste dos EUA e no oeste do Canadá nos últimos dias.  

    No condado de Multnomah, que inclui Portland, 45 mortes desde sexta-feira foram relacionadas ao calor excessivo, disse o legista do condado em comunicado, citando a hipertermia como causa preliminar. Oregon teve apenas 12 mortes por hipertermia de 2017 a 2019, segundo  a nota.

    Na Colúmbia Britânica, no Canadá, houve 486 mortes repentinas e inesperadas entre sexta e terça-feira, cerca de 320 a mais do que a média para um período de cinco dias, disse o BC Coroners Service, responsável pela investigação de óbitos na província canadense.

    Frio no Brasil

    Por outro lado, a cidade de Campos do Jordão, no interior de São Paulo, viveu uma manhã de frio muito intenso nesta quinta-feira (1º), com temperaturas abaixo de zero e a ocorrência de geadas. A névoa de gelo cobriu carros e gramados em diversos pontos do município.

    Devido a uma intensa massa de ar frio de origem polar, as temperaturas caíram consideravelmente nesta semana. Cidades das regiões Sul e Sudeste do Brasil têm registrado seus recordes de temperaturas mais baixas do ano.

    Leia mais:

    Onda de calor causa mais de 100 mortos no Canadá

    Partido Comunista chinês celebra 100 anos com homenagens

    Variante Delta causa nova onda de mortes na Rússia