Fonte: OpenWeather

    Adoção


    Papa pede que famílias adotem crianças e não animais de estimação

    Francisco também fez um apelo para que os processos de adoção sejam mais fáceis

     

    Ele lamentou que os animais de estimação substituam o lugar dos filhos
    Ele lamentou que os animais de estimação substituam o lugar dos filhos | Foto: Reuters

    Durante discurso na audiência geral de quarta-feira (5), o papa Francisco enalteceu a paternidade e a adoção. Ao mesmo tempo, e lamentou que os animais de estimação substituam o lugar dos filhos em algumas famílias.

    “Hoje, vemos uma forma de egoísmo. Vemos que alguns não querem ter filhos. Às vezes, têm um, mas têm cães e gatos que ocupam esse lugar”, afirmou o pontífice no Vaticano.

    Francisco também fez um apelo para que os processos de adoção sejam mais fáceis e menos burocráticos, de modo que as famílias e crianças consigam realizar seus sonhos.

    “A negação da paternidade e da maternidade nos diminui, tira nossa humanidade, a civilização envelhece”, disse.

    “Ter um filho é sempre um risco, seja natural, ou adotado, mas mais arriscado é não ter. Mais arriscado é negar a paternidade, negar a maternidade, seja ela real, ou espiritual”, finalizou o líder religioso.

    Leia mais:

    Papa diz que pecados sexuais fora do casamento "não são tão graves" 

    Papa pede que nações gastem com educação e não com armas 

     Papa pede que se evite polarização e vença o diálogo