Fonte: OpenWeather

    Homicídio


    Pai é preso suspeito de matar filho a facadas durante discussão

    Antônio Batista foi preso no momento que tentava fugir. O motivo da discussão não foi informado

    Antônio Batista logo após o crime | Foto: Divulgação

    Goiânia - Antônio Batista de Souza foi preso suspeito de matar o próprio filho, um jovem de 22 anos, após um desentendimento. O crime ocorreu no dia 10 deste mês, no residencial Solar Bougainville, em Goiânia. O motivo da discussão não foi informado.

    De acordo com a Polícia Civil, vítima foi identificada como Alerrandro Franco de Souza Batista. O suspeito foi preso no momento que arrumava as malas para fugir. Ao perceber a presença da polícia, Antônio tentou o muro da residência, mas foi contido pelos policiais militares.

    Leia também: Homem é esfaqueado por companheira durante briga em bar de Manaus

    O caso foi registrado no 1º Distrito Policial de Aparecida de Goiânia, mas foi enviado para a Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH). 

    Outro caso

    Na noite desta quarta-feira (18), um homem foi esfaqueado nas costas. A autora do crime seria a própria companheira da vítima, que não teria dado permissão ao marido para ir ao bar com os amigos.

    De acordo com informações de testemunhas, que acompanhavam o homem na unidade hospitalar, ele teria saído para comemorar o aniversário de um amigo no bairro Cidade de Deus. A mulher ficou sabendo e não gostou de ser contrariada. Chateada, a autora foi atrás do marido.

    "Ele primeiro foi pra casa do amigo, depois eles foram juntos para um bar. A mulher dele não queria que ele bebesse, e quando soube que ele estava no bar, foi atrás dele", disse um amigo da vítima, que preferiu não se identificar.

    A testemunha ainda explicou que a a mulher foi até o bar, e fez um barraco. Gritou e mandou o homem ir para casa. Ao ver que ele não a respeitou, foi para casa e voltou com a faca nas mãos.

    Leia mais: 

    Mulher é executada com três tiros por dívida do tráfico, em Manaus

    Mãe é denunciada por deixar filha de 6 anos sozinha e ir ao forró

    Assassinos encurralam presidiário em bar e o matam com quatro tiros