Fonte: OpenWeather

    Suzano


    Polícia prende homem que vendeu arma para atiradores de Suzano

    O homem foi preso temporariamente por 30 dias

    De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, o homem foi preso temporariamente por 30 dias | Foto: Divulgação

    A Polícia Civil de São Paulo prendeu na tarde de quinta-feira (2) um homem de 41 anos responsável pela venda da arma de fogo que foi utilizada pelos atiradores que invadiram em 13 março a Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, e mataram a tiros cinco estudantes e dois funcionários. 

    De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, o homem foi preso temporariamente por 30 dias, após a investigação da polícia indicar que ele havia vendido aos autores do massacre a arma por intermédio de um outro suspeito, de 47 anos, preso em 11 de abril.

    A ação dos atiradores resultou na morte de dez pessoas, incluindo os dois autores. Onze pessoas ficaram feridas. O último a deixar o hospital foi um adolescente de 15 anos, que estava internado na enfermaria do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, na capital paulista. Ele voltou para casa em 2 de abril.

    Leia mais:

    Outro estudante é investigado por incitar ataque em escola de Suzano

    Após 21 dias, mães ainda fazem vigília em escola de Suzano

    Antes de iniciar massacre, atiradores de Suzano queria matar desafetos