Fonte: OpenWeather

    Neymar


    Após depor em delegacia no Rio, Neymar agradece carinho de fãs

    Jogador prestou depoimento sobre acusação de crime de informática

    O jogador Neymar deixou a Delegacia de Repressão de Crimes de Informática (DRCI), onde ficou por cerca de 1 hora e 40 minutos para prestar depoimento sobre a divulgação de fotos e diálogos em redes sociais com a modelo Najila Trindade Mendes de Souza, com quem manteve relações sexuais em Paris. A divulgação por parte do jogador do Paris Saint Germain aconteceu após a modelo afirmar que, no dia 15 de maio, foi estuprada por ele na capital francesa. 

    Neymar deixou a DRCI pouco antes das 21h e, na saída, falou rapidamente com os jornalistas. "Eu só quero agradecer as mensagens de apoio que todo mundo mandou, meus amigos, fãs, todo mundo que está acompanhando. Agradecer, obrigado pelo carinho, dizer que eu estou me sentindo muito amado. Só agradecer o carinho de todos", disse ele, antes de entrar no carro que foi estacionado na porta da delegacia para levá-lo.

    O advogado Davi Tangerino, que defende Neymar, disse que tem total confiança na inocência de seu cliente, mas explicou que não poderia dar detalhes sobre o depoimento, porque o inquérito corre em sigilo de Justiça. "Isto será mostrado nos autos", disse Tangerino. 

    Tangerino estava acompanhado pela advogada Maíra Fernandes, que também demonstrou segurança na inocência do jogador. "Ele prestou depoimento para esclarecer tudo que era devido. Nós confiamos plenamente que vamos provar a inocência do nosso cliente", disse Maíra. Segundo ela, assim que possível, será agendado um depoimento em São Paulo sobre a acusação de agressão e estupro. 

    Acusação de agressão e estupro

    A modelo Najila Trindade Mendes de Souza registrou o boletim de ocorrência por agressão e estupro contra Neymar em São Paulo, onde o caso está sendo investigado em sigilo. Em entrevista ao SBT, ela confirmou o estupro, afirmou que foi a Paris a convite do jogador, que pagou as passagens e a estada, mas que no primeiro encontro ele se mostrou agressivo.

    O atleta nega. Ele divulgou um vídeo em sua conta no Instagram no qual aparecem conversas e fotos da mulher, o que levou a Polícia Civil do Rio de Janeiro a abrir uma nova investigação pela divulgação das imagens. O vídeo já foi apagado pelo jogador. Entretanto, em sua conta do Twitter, o jogador disse estar sendo obrigado a expor sua vida e de sua família "por motivo de extorsão".

    A investigação ocorre no Rio porque, quando divulgou informações sobre o caso nas redes sociais, Neymar estava concentrado na Granja Comary, em Teresópolis, com a seleção brasileira.

    Leia mais:

    Receba as principais notícias do Portal Em Tempo direto no Whatsapp. Clique aqui!

    Vídeo mostra Najila agredindo Neymar

    Presidente Jair Bolsonaro visita Neymar em hospital