Fonte: OpenWeather

    Violência


    Mulher luta pela vida após ser queimada pelo próprio marido

    Crime aconteceu há dois meses e vítima teve 50% do corpo queimado. Agressor chegou a ser preso, mas agora responde em liberdade

    O homem, de 47 anos, chegou a ser preso | Foto: Reprodução

    Uma mulher, de 37 anos, está lutando pela vida após ter sido queimada pelo próprio marido, há dois meses, em Campo Largo, no Paraná. Na época do ocorrido, o homem, de 47 anos, chegou a ser preso, mas agora responde em liberdade.

    O crime aconteceu na tarde de domingo, 11 de agosto, quando o casal voltou para casa depois de um churrasco. Clodoaldo Caetano da Silva e Sirlene do Rocio teriam discutido e o suspeito ateou fogo nela, que teve mais de 50% do corpo queimado. 

    A Guarda Municipal foi acionada e o agressor foi detido. Para os agentes, ele alegou não ter culpa do que aconteceu. Clodoaldo também sofreu queimaduras nas mãos e nos braços, mas recebeu alta após ficar quase dois meses internado no Hospital Evangélico Mackenzie. Hoje, ele continua morando na região e seguindo a vida normalmente.

    Em entrevista exclusiva, uma amiga de longa data da vítima relatou a tristeza que ela e os familiares estão sentindo por ver a situação atual de Sirlene, que antes do ocorrido, era uma pessoa cheia de vida. Ela contou ainda, que mesmo em estado grave no Hospital Evangélico, Sirlene demonstra um grande medo do marido. 

    | Autor: