Fonte: OpenWeather

    Desperdício


    Confira as melhores formas de eliminar o desperdício de comida em casa

    Consumo racional de alimentos ajuda a economizar dinheiro e não jogar alimento fora

    Confira as melhores formas de eliminar o desperdício de comida em casa | Foto: Divulgação

    Durante o período de pandemia e isolamento social, sair de casa para fazer compras não é algo muito fácil ou propício. É preciso maximizar o uso dos alimentos e, dessa forma, evitar o desperdício de comida, além de manter a segurança, protegendo-se de um possível contágio pelo novo coronavírus.

    Alguns ingredientes são verdadeiros coringas, que devem estar presentes na despensa de todas as famílias, tornando o planejamento do cardápio mais simples e, dessa forma, auxiliando um consumo racional de alimentos.

    Lista de compras

    Planejar o que vai ser adquirido é uma forma de consumo racional. Antes de preparar uma lista, é recomendado organizar o cardápio por refeições e ter ideia de qual prato será preparado em determinado período do dia. Com isso em mente, dá para saber o que será comprado no supermercado e controlar melhor o orçamento e o estoque antes de sair de casa.

    Muita gente tem se desesperado por conta do isolamento social, fazendo compras em grande quantidade para não precisar sair de casa com tanta frequência. A verdade é que não adianta adquirir muitos itens de uma só vez porque podem estragar, perder a data de validade e ir para o lixo sem terem sido consumidos.

    Alimentos frescos

    Frutas, verduras e legumes devem ser adquiridos semana a semana e somente em porções que serão preparadas para a família. Alguns alimentos podem ser congelados e estocados, como ervilha, brócolis e couve-flor, desde que preparados adequadamente, passando pela técnica do branqueamento, da qual falaremos a seguir.

    Folhas e talos que normalmente são dispensados, como os de beterraba e agrião, podem render outras receitas, como caldos, molhos e até massa de torta, adicionando nutrientes ao preparo e evitando que o que pode virar comida vá para o cesto de lixo.

    Cascas de frutas também podem ser transformadas em geleias, vitaminas e até petiscos. Uma breve pesquisa na Internet traz diversas receitas e opções que ajudam a elaborar o cardápio com níveis de dificuldade que vão do iniciante ao profissional e ajudam a otimizar o consumo da família.

    Branqueamento de legumes

    Essa técnica de cocção permite que alguns legumes sejam congelados, aumentando seu tempo de consumo, em média, por até três meses.

    Para realizá-la, basta higienizar o alimento e cozinhá-lo brevemente, cerca de dois minutos, em água fervente. Na sequência, o legume é colocado em uma tigela com gelo e já disposto nos saquinhos de congelar.

    Porções fracionadas

    Outra forma de evitar que a comida seja jogada fora é cozinhar apenas o que será consumido naquela refeição. Dessa forma, há sempre alimento fresco na mesa e na porção necessária para matar a fome.

    Se acontecer de sobrar algo, procure formas de reutilizar o ingrediente com criatividade. O arroz pode virar bolinho, a carne pode ser desfiada e usada em uma farofa, ou sanduíche, e assim por diante.

    Também é importante aprender a otimizar o uso dos ingredientes durante o preparo da refeição. Ao cozinhar peito de frango ou carne, por exemplo, o caldo pode ser congelado para ser usado em outro preparo, como sopa ou risoto, adicionando sabor ao cardápio e cozinhando de forma inteligente.

    Prazo de validade

    Encher a despensa com promoções pode soar tentador, mas é fundamental conhecer o prazo de validade dos alimentos antes de comprá-los.

    Enlatados, por exemplo, tem alta durabilidade na embalagem fechada, mas, quando aberta, é preciso consumir o produto em até quatro dias ou ele irá estragar. O mesmo acontece com o leite pasteurizado.

    O vinho deve ser consumido em um dia ou terá propriedades de sabor e aroma alterados, mas se for usado como ingrediente na cocção, pode durar até um mês na geladeira.

    Com informação e criatividade é possível preparar refeições saborosas e nutritivas, aproveitando o máximo de cada ingrediente ainda por cima quando está cada vez mais difícil sair para escolher e comprar cada um deles.

    *Com informações da assessoria