Fonte: OpenWeather

    Internação


    Bebê de um ano é internado com cocaína e nicotina no sangue

    Em depoimento, a mãe da criança afirmou ter feito uso de grande quantidade de entorpecentes após discutir com o marido

    A investigação não descarta a hipótese de que as substâncias tenham chegado ao organismo do bebê através do leite materno
    A investigação não descarta a hipótese de que as substâncias tenham chegado ao organismo do bebê através do leite materno | Foto: Pexels

    Os médicos do Conjunto Hospitalar de Sorocaba detectaram a presença de cocaína e nicotina no sangue de um bebê de um ano e onze meses, que foi levado até a unidade de saúde pela própria mãe na última semana. De acordo com a polícia, a mulher chegou ao local sob efeito de drogas, alegando que o filho estava passando mal e que havia vomitado horas antes. 

    Conforme relatou em depoimento, a mulher, de 21 anos, disse que após discutir com o marido decidiu sair de casa e foi dormir na residência de um conhecido no bairro Nova Esperança, na zona oeste de Sorocaba. Na ocasião, ela afirmou ter feito uso de grande quantidade de cocaína. 

    No local, os investigadores encontraram uma porção de drogas e confirmaram a versão narrada pela mãe do bebê. Segundo o delegado Marcelo Almargo, a mulher chegou ao hospital "extremamente alterada, provavelmente pelo uso excessivo de cocaína". 

    A investigação não descarta a hipótese de que as substâncias tenham chegado ao organismo do bebê através do leite materno. A mãe ainda teria informado aos agentes que a criança havia sido abusada sexualmente pelo pai, mas depois mudou a versão. 

    A polícia espera concluir as investigações em até 30 dias. Após receber alta médica, o bebê deve ficar sob os cuidados de tios e avós com a supervisão do Conselho Tutelar, que acompanha o caso.