Coronavirus


Covid-19: Rio de Janeiro cancela tradicional festa de Réveillon

Novo cronograma será definido pela Riotur e organizações responsáveis

A Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) ainda discute sobre como será feito o Carnaval | Foto: Alexandre Macieira/Secom

Brasil - A famosa festa de réveillon e o carnaval do Rio de Janeiro foram cancelados pela Prefeitura da cidade, de acordo com informações da Empresa de Turismo do Rio (Riotur). A prefeitura diz não ser viável a celebração em um cenário de pandemia, sem a distribuição da vacina, e que o governo municipal segue enfrentando a pandemia e lutando para salvar vidas.

A Riotur informou que "o réveillon não é um evento rígido e pode acontecer de diversas formas, que não apenas reunindo 3 milhões de pessoas na Praia de Copacabana”. A empresa apresentará ao prefeito Marcelo Crivella opções com diferentes formatos possíveis para as celebrações, com o diferencial de serem modelos virtuais. Naturalmente o cronograma da festa de fim de ano começa a ser feito em agosto, então não há atraso nas ações.

Foi informado ainda que "todos os conceitos desenvolvidos e analisados pela Riotur têm sua viabilidade financeira focada 100% na iniciativa privada, considerando o cenário atual onde os recursos da prefeitura do Rio estão destinados ao combate da pandemia".

A Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) ainda discute sobre como será feito o Carnaval. Seguindo o pedido da Liga, a Riotur não abriu venda de ingressos para os desfiles no Sambódromo. A empresa afirmou ainda que todo o cronograma do carnaval ainda será definido com as organizações responsáveis.

Leia mais

Sucesso na web: Madonna publica vídeo de ‘Marina Silva de Manaus’

Carro pega fogo após colisão com outros dois veículos

Após doença, PM se reinventa e vira chefe de cozinha internacional