Fonte: OpenWeather

    Processo Extinto


    Pandemia: Globo é processada por telespectadora por 'causar pânico'

    Mulher alega que emissora deveria divulgar somente os números diários da doença

    Números da Covid-19 são divulgados diariamente pela emissora
    Números da Covid-19 são divulgados diariamente pela emissora | Foto: Divulgação

    Brasil - Desde o início da pandemia, a cobertura jornalística da Rede Globo vem sendo alvo de críticas por alguns telespectadores. Rosemary Matias de Lima, de São João de Meriti - no Rio de Janeiro - entrou com ação judicial em junho por ser contra a maneira como os telejornais da emissora divulgam os números da Covid-19, afirmando que isso poderia causar pânico à população. As informações são do Portal Notícias da TV.

    Segundo Rosemary, a forma como a divulgação é realizada causa insegurança e mal-estar aos brasileiros. Isso a abalava no campo profissional, como saladeira em um restaurante. Para ela, a emissora deveria divulgar somente os casos diários da doença, não os acumulados. Vale ressaltar que os telejornais globais oferecem ambos os tipos de informação.

    O caso foi avaliado pela juíza Paula de Menezes Caldas, da 49ª Vara Cível, no Rio de Janeiro. Para ela, Rosemary por si só não tem a legitimidade necessária para defender os interesses de toda a sociedade ou de todos os profissionais de saúde. 

    A juíza também considera que a emissora não poderia ser responsabilizada pela pausa de atividades econômicas durante a quarentena, como ocorreu com o trabalho de Rosemary.

    "Ora, a forma de divulgação dos dados pela ré não possui qualquer interferência na liberação ou não das atividades econômicas interrompidas em razão da pandemia, uma vez que o afrouxamento das medidas de isolamento social constitui opção técnica/política do Poder Público”, disse a juíza Paula.

    Por fim, a ação foi extinta pela própria juíza. A Globo sequer precisou mobilizar seu time jurídico para a defesa.

    Leia Mais 

    Apresentador do SporTV, Rodrigo Rodrigues morre vítima da Covid-19

    Jornalista é demitida após denunciar assédio sexual de ex-chefe

    Boca Rosa será processada pela Rede Globo por quebra de contrato