Pandemia


Covid-19: vacina chinesa é registrada na Anvisa pelo governo de SP

Resultados preliminares da CoronaVac foram enviados para agilizar a aprovação

O resultado final de testes da eficácia do medicamento
O resultado final de testes da eficácia do medicamento | Foto: Divulgação

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta sexta-feira (02), que a CoronaVac foi registrada para análise na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Segundo ele, os relatórios preliminares do imunizante contra o coronavírus já foram enviados ao órgão de saúde para agilizar a aprovação. O resultado final de testes da eficácia do medicamento, que foi desenvolvido pelo laboratório chinês Sinovac Biotec, em parceria com o Instituto Butatan, sai no dia 15 de outubro.

"O governo registrou na Anvisa a vacina CoronaVac para análise e obtenção do seu registro. A Anvisa recebeu pela plataforma digital criada para agilizar o registro das vacinas. Os primeiros documentos foram enviados", explicou Doria. 

Para ser iniciada a vacinação me massa na população, a CoronaVac o resultado final precisa do aval da Anvisa. Doria assinou contrato para fornecimento de 46 milhões de doses da CoronaVac, vacina chinesa desenvolvida no Instituto Butantan em parceria com o laboratório Sinovac. O lote chega no final do ano e o governo prevê o início da aplicação para a segunda quinzena de dezembro.

Leia mais 

Covid-19: Vacina americana tem 98% de eficácia em adultos

Governo libera R$ 2,5 bilhões para por Brasil em consórcio por vacina

Covid-19: Nova vacina americana entra na última fase de testes