Fonte: OpenWeather

    Exigência


    Procon vai exigir da Apple carregador para quem comprar iPhone 12

    Procuradoria afirma falta coerência na venda do produto sem o preço revisto e a falta de plano adequado em relação aos carregadores antigos

    Na quinta-feira passada (29/11) a Apple já tinha sido notificada pelo Procon-SP
    Na quinta-feira passada (29/11) a Apple já tinha sido notificada pelo Procon-SP | Foto: Divulgação

    A Procuradoria de Defesa do Consumidor de São Paulo (Procon-SP) afirmou, nesta quarta-feira (2), que vai exigir da empresa norte-americana de tecnologia Apple que a companhia forneça carregadores aos clientes que compraram o smartphone iPhone 12.

    A procuradoria vai exigir também que a Apple apresente um plano de revisão do valor do produto no mercado e de recolhimento e reciclagem dos carregadores de smartphone antigos.

    Na quinta-feira passada (29/11) a Apple já tinha sido notificada pelo Procon-SP, pedindo explicações sobre os motivos da venda do novo smartphone da empresa não acompanhar o carregador.

    A companhia de tecnologia norte-americana disse que a entidade que por existir muitos carregadores do tipo no mundo, os novos, segundo a Apple, não seriam utilizados. Além disso, a gigante tecnológica alega que essa prática tem como meta ajudar a reduzir a emissão de carbono e o lixo eletrônico.

    A exigência 

    O Procon paulista achou insuficiente a resposta e ressalta que o carregador deve ser essencial para o uso do produto.

    "A Apple não demonstra em sua resposta que o uso de adaptadores antigos não possa comprometer o processo de carregamento e segurança do procedimento, tampouco que o uso de carregadores de terceiros não será usado como recusa para eventual reparo do produto durante a garantia legal ou contratual", explica em nota.

    O diretor-executivo do Procon-SP, Fernando Capez, afirma que falta coerência na venda do produto sem o preço revisto e um plano adequado em relação aos carregadores antigos.

    "Ao deixar de vender o produto sem o carregador alegando redução de carbono e proteção ambiental, a empresa deveria apresentar um projeto de reciclagem. O Procon-SP irá exigir que a Apple apresente um plano viável", acrescenta Capez.

    A conduta da Apple será analisada pela diretoria de fiscalização e, caso sejam constatadas infrações à lei, poderá ser multada conforme prevê o Código de Proteção e Defesa do Consumidor.

    *Com informações do site SBT News

    Leia mais 

    IPhone 12 pode ter versão mais barata, segundo rumores

    Preços de conserto de displays de celulares sobem durante a pandemia

    PIM perderá 10 mil empregos se deixar de fabricar produtos da Apple