Fonte: OpenWeather

    Morte


    Morre segunda vítima atropelada por lateral Marcinho no RJ

    Ele fugiu sem prestar socorro. Testemunhas contestam versão do jogador sobre o acidente

     

    Carro do jogador após o acidente
    Carro do jogador após o acidente | Foto: Reprodução

    Maria Cristina José Soares, uma das vítimas do atropelamento causado pelo lateral direito Marcinho, morreu na noite de hoje (5). Ela é a segunda vítima fatal do acidente e estava internada em um hospital recuperando-se de uma cirurgia realizada no último domingo.

    Após o acidente, que aconteceu no dia 30, na Avenida Lúcio Costa, no Recreio, ela havia sido levada para o Hospital Lourenço Jorge em estado grave e, posteriormente, transferida. O esposo dela, Alexandre Silva de Lima, marido de Maria Cristina, morreu ainda no local do acidente. 

    O casal atravessava a Avenida Lúcio Costa, na noite do dia 30, quando foi atingido pelo carro que era dirigido por Marcinho, ex-lateral do Botafogo. O jogador fugiu sem prestar socorro. Ele se apresentou em uma delegacia e prestou depoimento na segunda-feira (4)

    Testemunhas que presenciaram o atropelamento contestaram a versão do jogador em depoimentos à polícia.

    Marcinho disse que estava em baixa velocidade (60 km por hora) e que tentou "frear e desviar" das vítimas. Disse também que não prestou socorro porque temeu ser linchado.

    Uma das testemunhas diz que ele estava em alta velocidade e "costurando" no trânsito, que o trânsito estava "moderado" e que permitia a chegada das vítimas em segurança no outro lado da rua.

    Leia mais:

    www.emtempo.com.br/ultimas

    www.emtempo.com.br/policia

    www.emtempo.com.br/cotidiano