Fonte: OpenWeather

    Coronavírus


    Lula foi diagnosticado com covid-19 e fez quarentena em Cuba

    Lula estava em Cuba para participar de um documentário sobre a América Latina, dirigido pelo cineasta americano Oliver Stone

    Segundo o perfil de Lula no Twitter, o ex-presidente não precisou ser internado | Foto: Divulgação

    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quinta-feira, 21, que foi diagnosticado com covid-19 ao chegar em Cuba, em dezembro, e que cumpriu quarentena na ilha, onde participou de um documentário sobre a América Latina dirigido pelo cineasta americano Oliver Stone.

    A informação foi divulgada pelo jornal Folha de S.Paulo e confirmada pelo perfil do ex-presidente no Twitter. Na série de postagens, o ex-presidente disse que ele, sua mulher Janja e integrantes da comitiva foram submetidos a exames de covid-19, seguindo recomendação pela Organização Mundial de Saúde para viagens internacionais, antes de viajar e também na chegada a Cuba, dia 21 de dezembro.

    O diagnóstico de covid-19 foi confirmado em um outro teste, realizado no dia 26. Lula, Janja e outros integrantes da comitiva contraíram a doença – dos nove membros da equipe, apenas uma jornalista não testou positivo.

    Segundo o perfil de Lula no Twitter, o ex-presidente não precisou ser internado, mas, ao longo do acompanhamento, uma tomografia detectou lesões pulmonares compatíveis com broncopneumonia associada à covid-19, “apresentando excelente recuperação.” De acordo com o petista, o único integrante da comitiva que precisou de internação foi o escritor Fernando Morais, que apresentou complicações pulmonares e ficou sob cuidados hospitalares por 14 dias.

    Todos os membros da comitiva foram assistidos por médicos cubanos. Além disso, o ex-ministro da Saúde Alexandre Padilha, que é médico infectologista, acompanhou remotamente a evolução da doença nas pessoas do grupo. O ex-presidente retornou ao Brasil na quarta-feira, 20.

    *Com informações do ESTADÃO