Fonte: OpenWeather

    Coronavírus


    Brasil supera 231 mil mortes e 9,5 milhões de infectados pela Covid-19

    Entre sábado (6) e domingo (7), foram registrados 26.845 novos diagnósticos positivos

     

    Número de mortos passa dos 231 mil no Brasil
    Número de mortos passa dos 231 mil no Brasil | Foto: Divulgação/Semcom

    Brasília - As mortes por covid-19 chegaram a 231.534 pessoas hoje, segundo balanço divulgado pelo Ministério da Saúde. Nas últimas 24 horas, foram registrados 522 mortes e o número de pessoas infectadas chegou a 9.524.640.

    Entre ontem (6) e hoje (7), foram registrados 26.845 novos casos e recuperados são 8.397.187 pessoas. O balanço foi divulgado neste domingo pelo Ministério da Saúde (MS). O balanço reúne as informações levantadas pelas secretarias estaduais de Saúde de todo o país.

    Em geral, os registros de casos e mortes são menores aos domingos e segundas-feiras em razão da dificuldade de alimentação dos dados pelas secretarias de Saúde nos finais de semana. Às terças-feiras, os totais tendem a ser maiores pelo acúmulo das informações de fim de semana que são enviadas ao ministério.

    Covid-19 nos estados

    Os estados que concentram o maior número de casos tem São Paulo na liderança com 1.849.334 de pessoas contaminadas. Em seguida vem Minas Gerais (774.111) e Bahia (607.946). O Acre é a unidade da Federação com o menor número de casos (50.546), seguido de Roraima (75.712) e Amapá (78.799).

    São Paulo também lidera o número de mortes, com 54.614. Rio de Janeiro (30.597) e Minas Gerais (15.930) aparecem na sequência. Os estados com menos mortes são Acre (888), Roraima (896) e Amapá (1.079).

     

    Balanço divulgado mostra 522 mortes e mais de 26 mil novos casos
    Balanço divulgado mostra 522 mortes e mais de 26 mil novos casos | Foto: Divulgação/Ministério da Saúde

    Leia Mais

    2.965 novos casos de Covid-19 são registrados no AM neste sábado (6)

    Toque de recolher volta a vigorar entre 19h e 6h, diz Wilson Lima

    Máscaras caseiras protegem contra variante encontrada no Amazonas?