Fonte: OpenWeather

    Pandemia


    São Paulo registra falta de oxigênio em UPA pela primeira vez

    Segundo profissionais da unidade de saúde do Hospital de Itaquera, os pacientes chegaram durante a troca de plantão e estão todos em estado grave

    Falta de oxigênio em SP | Foto: Divulgação

    SÃO PAULO – Dez pacientes com Covid-19 da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Ermelino Matarazzo, na Zona Leste de São Paulo, capital, tiveram que ser transferidos para o Hospital de Itaquera por falta de oxigênio.

    Segundo profissionais da unidade de saúde do Hospital de Itaquera, os pacientes chegaram durante a troca de plantão e estão todos em estado grave.

    Pela primeira vez, faltou oxigênio em uma unidade de saúde pública em SP. 

    Também na Zona Leste, o Hospital João 23, que fica na Mooca, chegou a ter apenas uma hora de reserva de oxigênio, mas a unidade conseguiu ser abastecida.

    À imprensa , o secretário municipal de Saúde, Edson Aparecido, diz que não há falta de insumos e que a situação aconteceu por conta de falta de fornecimento pela empresa White Martins.

    “Nós temos estoque, mas há um novo ritmo de demanda. Abastecíamos as UPAs com oxigênio uma vez por semana. Hoje o fornecedor da prefeitura vai três vezes por dia e não dá conta”, disse Aparecido à rádio Bandeirantes.

    Falta de oxigênio em Manaus

    A falta de oxigênio medicinal em Manaus, em janeiro deste ano, que provocou a morte de vários pacientes de covid-19 e obrigou a remoção de dezenas para outros Estados, chocou o Brasil e outros países ao mostrar pessoas morrendo por asfixia no meio da floresta que produz oxigênio em abundância.

    *Com informações do Metrópoles

    Leia Mais

    Pandemia causa crise de oxígênio em três continentes

    <<<<<<< HEAD ======= >>>>>>> e5a666b371d90e4920345db9572e28a6ed1fabe8