Fonte: OpenWeather

    Meio-ambiente


    Ibama vai investigar origem de lixo nas praias do Rio Grande do Norte

    Órgão recomendou também a limpeza imediata das praias

     

    Pelo menos 3,5 toneladas de lixo foram recolhidos até esta sexta-feira (23)
    Pelo menos 3,5 toneladas de lixo foram recolhidos até esta sexta-feira (23) | Foto: Fernanda Zauli/G1

    O Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama) abriu nesta sexta-feira (23) uma investigação para apurar o lixo encontrado nas praias do litoral sul do estado desde quarta-feira (21). A informação foi confirmada pelo superintendente estadual, Rondinelle Oliveira.

    O órgão nacional explicou que essa investigação é um acompanhamento secundário e que a investigação principal, neste momento, está a cargo dos órgãos estaduais. Foi recomendado também a limpeza imediata das praias. O Ibama não deu mais detalhes sobre o tema.

    Incidente

    Em nota, o Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente (Idema) disse que entrou em contato com os municípios afetados pelo lixo e com os governos da Paraíba e Pernambuco "para verificar a ocorrência de algum incidente ambiental que possa ter ocasionado o aparecimento de resíduos sólidos" no RN.

    O Idema disse ainda que "recomenda que os municípios afetados recolham o material o mais rápido possível, evitando que retornem aos oceanos e provoquem outros prejuízos enquanto o ocorrido não é esclarecido".

    Pelo menos 3,5 toneladas de lixo foram recolhidos nas praias do estado até esta sexta-feira (23) em praias de Baía Formosa, Tibau do Sul, Nísia Floresta e Canguaretama.

    Em nota, o Ministério do Meio Ambiente disse que "embora a responsabilidade pela gestão de resíduos seja dos municípios, o Ministério do Meio Ambiente apoia o combate ao lixo no mar a partir de duas frentes de ação: a prevenção e a recuperação ambiental, por meio de ações de limpeza de rios e praias".


    * Com informações do G1


    Leia Mais:


    Carro cai de barranco, capota e deixa dois feridos no RJ; veja

    Mulher morre após ataque a facadas na região metropolitana de Paris

    Confronto entre judeus e palestinos deixa 120 feridos em Jerusalém