Fonte: OpenWeather

    Confusão


    Bebê transmite banho da mãe ao vivo enquanto brincava com celular

    Enquanto tomava banho, a mãe deu o aparelho celular para o filho, de apenas 2 anos de idade

     

    Sem saber o que estava fazendo, Pietro acabou abrindo o aplicativo do Facebook e ligando a câmera
    Sem saber o que estava fazendo, Pietro acabou abrindo o aplicativo do Facebook e ligando a câmera | Foto: Reprodução

    Sem dúvidas, a inserção dos pequenos na tecnologia está cada vez mais precoce nos dias atuais. Os pequeno "dedinhos" deslizam pelas telas em busca de entretenimento. 

    No último sábado (11), a jovem Viviane Souza, foi protagonista de uma situação, no mínimo, constrangedora.

    Enquanto tomava banho, ela deu o aparelho celular para o filho, de apenas 2 anos de idade, a fim de mantê-lo entretido. Mas o que Viviane não sabia era que Pietro lhe causaria a maior vergonha da vida.

    Sem saber o que estava fazendo, Pietro acabou abrindo o aplicativo do Facebook e ligando a câmera, de modo a gravar a mãe ao vivo sem roupa dentro do banheiro.

      De início, Viviane não havia percebido o que estava acontecendo e achou que o filho estava apenas tirando fotos suas.  

    Poucos minutos depois, amigas da mulher começaram a ligar para ela enlouquecidas, avisando o que estava ocorrendo, já que o vídeo estava acessível a todos os amigos do perfil de Viviane no Facebook.

    Rapidamente, a mulher tomou o celular das mãos do filho e tentou desligá-lo.

    “O meu celular começou a travar. Eu não sabia se chorava ou se saía correndo. Então, consegui parar, mas não tive coragem de ver o vídeo porque estava com vergonha de mim mesma”, contou Viviane.

    As amigas dela contaram que pelo menos 8 pessoas assistiram ao vídeo gravado pelo menino.

    Riscos

    De acordo com uma pesquisa feita pelo Panorama Mobile Time-Opinion Box, que faz o balanço do consumo brasileiro de conteúdos e serviços, pelo menos 64% das crianças até três anos de idade têm acesso a celulares. Na faixa etária entre quatro a seis anos esse índice é ainda maior, cerca de 90%.

    A médica pediatra Isabela Cohen, membra da Sociedade Brasileira de Pediatria, fez uma lista com os problemas que podem ser causados pelo acesso prematuro aos aparelhos.

    “Exposição precoce, frequente e prolongada a telas está associada a dependência virtual, ansiedade, irritabilidade, depressão, déficit de atenção, de fala, transtorno do sono, transtorno alimentar, problemas visuais, problemas posturais, sedentarismo e entre outras consequências”, explica a pediatra.

    *Portal C7

    Leia mais:

    Uso excessivo  de celulares pode causar dependência em crianças 

    Quarentena aumenta tempo de exposição de crianças às telas